O delegado-geral da Polícia Civil na Paraíba, João Alves, informou que irá instaurar um procedimento interno para apurar a agressão sofrida pelo repórter Albemar Santos durante uma cobertura jornalística na frente do Grupo de Atuação Especial contra o Crime Organizado, por um policial civil.

De acordo com o delegado, é inadmissível que um fato desse ocorra com qualquer profissional da imprensa ou cidadão comum.

“Ninguém tem esse direito. A arma é feita para usar quando houver necessidade em serviço. Por isso, a Polícia Civil vai adotar as providências necessárias em relação a esse fato”, afirmou. As informações são do Mais PB.

Comente

Camara Municipal

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here