PM desarticula grupo responsável por roubos no Litoral Norte

    0

    As polícias da Paraíba desarticularam nesta quinta-feira (5) um grupo responsável por diversos roubos no Litoral Norte do Estado, durante a ‘Operação 7º Mandamento’, cujo nome faz referência ao texto bíblico ‘não roubarás’. A ação que resultou na prisão de sete pessoas e na apreensão de um adolescente foi coordenada pela Polícia Civil, por meio da 7ª Delegacia Seccional, com sede em Mamanguape, e teve o apoio da Polícia Militar.

    Ao todo, 70 policiais cumpriram mandados de prisão temporária nas cidades de Mataraca, Baía da Traição e ainda no distrito de Pitanga da Estrada. Todos os integrantes do grupo estão sendo investigados por roubo qualificado contra estabelecimentos comerciais na região, incluindo postos de combustíveis, e ainda invasão e roubos de residências. Com eles foram apreendidos uma espingarda calibre 36, uma pequena quantidade de droga (maconha) e um relógio.

    O delegado Steferson Nogueira, seccional de Mamanguape, explicou que além dos cinco presos e do menor apreendido nesta quinta-feira, outras duas pessoas foram presas anteriormente por participação no esquema criminoso. “São vários grupos especializados em um mesmo tipo de crime, contra o patrimônio, no Litoral Norte. Os assaltos eram cometidos na sua maioria em Mataraca, onde a população já vinha denunciando os fatos e exigindo uma ação da polícia, o que foi feito. Os mandados foram cumpridos em Baía da Traição e no distrito de Pitanga da Estrada, na residência dos envolvidos”, afirmou.

    Ainda segundo o coordenador da operação, um dos presos também está sendo investigado por envolvimento em um homicídio ocorrido no estado de Santa Catarina, Sul do país. Integrantes do grupo também podem ter participação em roubos que aconteceram no Rio Grande do Norte. “A operação ainda não acabou. Outras ações da Polícia Civil virão, todas com foco no enfrentamento aos crimes contra o patrimônio”, frisou Steferson.

    O delegado geral adjunto, Isaías Dantas Gualberto, ressaltou a qualidade e a precisão da operação, na qual não houve disparo de arma de fogo ou resistência por parte dos presos. “Essa é a proposta da Polícia da Paraíba. Um trabalho pautado em investigação e de acordo com a lei, realizado por meio de cooperação entre as forças de Segurança Pública, que é o objetivo do Programa Paraíba Unida pela Paz”, pontuou.

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here