Pela primeira vez na cidade, Rec-Beat anima a sexta de carnaval do pessoense

0

Criado com a intenção de ser um espaço para bandas emergentes e promissoras no cenário nacional acontece pela primeira vez em João Pessoa a prévia do festival de música ‘Rec-Beat’, edição 2016. O evento, que acontecerá na capital e segue logo após para a cidade de Recife, traz nomes como do paulistano Liniker, Luísa & Os Alquimistas, e dos paraibanos Evoé e Dj Kylt.

A noite de apresentações acontecerá nesta sexta-feira de Carnaval, às 22h, no Ateliê Multicultural Elionai Gomes. Os ingressos podem ser comprados antecipadamente por meio do site sympla.com.br, no valor de R$ 20 reais. Já quem deixar pra comprar na hora irá se deparar com valores que vão de R$ 15 a R$ 30 reais. Uma novidade é que, quem for acompanhado poderá comprar o passaporte casal para os shows a partir de R$ 50 reais.

Dando início os trabalhos musicais e artísticos, a noite começa com a performance do cantor paulista Liniker, que virou febre nas redes sociais com sua Black Music e Soul. Na tentativa de traduzir de forma contemporânea a Black Music e o Soul o cantor traz em suas composi- ções autorais a temática das relações e o amor. Além de explorar arranjos que mostram uma guitarra funkeada, baixo e bateria swingada e os sopros sempre presentes.

Apresentando as obras de seu EP de lançamento, “Cru”, o público assistirá no palco letras que falam do hoje, da geração do artista, seus amores, seu entendimento sobre gênero e identidade, tratando de assuntos que o atravessam e fazem o corpo dançar.

Logo após, teremos a vivência circense e nômade mesclada diretamente com linguagem musical da cantora e compositora Luísa Guedes, ou mais conhecida como Luísa & Os Alquimistas. Em seu repertório a cantora é tropicalista e cosmopolita. A sonoridade de suas músicas passeia entre a cumbia, o dubstep, o ragga, o tecnobrega e o dub em beats eletrônicos mixados a composições que caminham por diferentes idiomas, como o português, o inglês, o espanhol e pinceladas de francês.

“As letras das músicas expressam a vivência cotidiana numa poética que trás imagens das fábulas e de seres míticos, sereias, feiticeiras, bruxas e ciganas que participam do universo”, disse a cantora Luísa Guedes.

Ainda dando continuidade às apresentações, sobe ao palco também a banda paraibana Evoé e a DJ Kylt. Evoé, como é conhecida, faz parte do cenário musical independente da cidade de João Pessoa. Segundo Nina Ferreira uma das vocalistas da banda, as músicas da banda têm influências diretas dos movimentos estéticos e contraculturais das décadas de 60 e 70, sobretudo com base na música nordestina. “Além disso, nos expressamos através de uma musicalidade composta por um forte estilo poético”, completou Nina.

Atualmente, o grupo que é formado por Nina Ferreira (voz), Carlos Araújo (voz, violão e baixo), Emanuel “Badu” (violão e baixo), Gerson Abrantes (bateria), Winston Aquilles (percussão), Rodrigo Marques (sax, flauta) e Lucas Dan (piano, sanfona) é conhecido também como um movimento na vida, um modo de ser.

Iniciando sua carreira com apresentações na Universidade Federal da Paraíba (UFPB), ganhou público e consequentemente conquistou um público diverso e apreciador de música brasileira. Surgido em maio de 2010, o grupo vivenciou grandes experiências, seja na vivência dos palcos, seja no processo coletivo de criação estética e aprimoramento de sua musicalidade.

E fechando a noite, a Dj Kylt joga os ritmos brasileiros, latinos e africanos em uma panela quente fazendo uma mistura musical especial para o público. Por ser conhecida por sua brilhante técnica e sua pesquisa no universo da música, a Dj participa frequentemente de programações culturais pelo Brasil, com grande foco na sua terra, o Nordeste.

O que é o festival? Rec-Beat, que está em sua 21ª edição este ano, celebra um dos festivais independentes mais importantes do País. O reflexo disso mostrou-se nesta edição na iniciativa de muitas bandas e artistas, festivais e produtores parceiros, que espontaneamente ofereceram apoio. Com o objetivo de unir a música, transformar e alterar os sentidos, a festividade leva em suas edições energia em movimento vista em cada apresentação. As informações são do Jornal A União.

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
WhatsApp: (83) 99373-4023
E-mail: redacao@paraibaja.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here