PB também apresenta redução nos latrocínios e homicídios de mulheres

    0

    De acordo dados da Secretaria de Estado da Segurança e da Defesa Social, divulgados nesta terça-feira (20), durante reunião de monitoramento no Palácio da Redenção, onde foi apresentado um balanço do Programa Paraíba Unida pela Paz, se a Paraíba tivesse mantido 24% de aumento de assassinatos por ano, como aconteceu de 2010 para 2011, o número de homicídios poderia ter chegado a 3.809 casos em 2014. O número de latrocínios na Paraíba apresentou uma queda de 43% nas ocorrências. O Estado tem a menor taxa desse tipo de crime no Brasil (0,41).

    O secretário da Segurança e Defesa Social, Cláudio Lima, explicou que a Paraíba realizou mudanças estruturantes e instituiu um modelo de gestão focado em resultados para redução de crimes contra a vida no Estado. “Encontramos a Paraíba diante de uma crescente de assassinatos que vinha desde 2002. Em 2011, quando implementamos o Programa Paraíba Unida Pela Paz, desaceleramos os homicídios e em 2012 tivemos a primeira redução em 10 anos, de 8,21%. Em 2013 e 2014 mantivemos a queda nas ocorrências, o que não aconteceu com outros estados do Nordeste e Brasil”, reforçou.

    Cláudio Lima ressaltou ainda a compatibilização de áreas integradas de Segurança Pública [LC 111/2012], que dividiu geograficamente as responsabilidades dos gestores das Polícias Civil, Militar e Corpo de Bombeiros como uma medida que contribuiu para a integração dos órgãos operativos da pasta. Outras medidas importantes foram a lei de Inteligência [10.338/2014], a lei que prevê a bonificação por armas apreendidas [Lei 9.708/2012] e Medida Provisória 223/2014, que instituiu o Prêmio Paraíba Unida pela Paz, pela redução de assassinatos nas Regiões e Áreas Integradas de Segurança Pública.

    Redução de homicídios de mulheres – Durante três anos consecutivos, as forças de Segurança da Paraíba, por meio de ações preventivas e repressivas, de forma qualificada, também conseguiram reduzir a incidência de homicídios de mulheres na Paraíba. A queda do número de ocorrências foi de 28,76% de 2011 para 2014, totalizando 42 casos a menos.

    Campina Grande foi a cidade em que mais houve queda nas ocorrências de assassinatos de mulheres, em relação a 2013. Foram seis casos contra 14. Algumas cidades não registraram qualquer homicídio com vítima do sexo feminino, entre elas Patos, Sousa, Queimadas, Cabedelo, Mamanguape, São Bento, entre outras.

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here