Pastoral do Menor em JP diz que reduzir a maioridade é condenar os jovens à morte

    0

    Diversos órgãos da sociedade civil comemoraram nesta quarta-feira (1) a rejeição da redução da maioridade penal para crimes hediondos, na Câmara dos Deputados. A Pastoral do Menor da Arquidiocese de João Pessoa, assim como a maioria dos órgãos ligados a Igreja Católica, criticava a medida, e comemorou a rejeição do projeto.

    “O sistema prisional do país é falido e colocar meninos neste sistema é condená-los a morte. Para nós, a decisão dos parlamentares foi uma grande vitória”, disse a colaboradora da Pastoral, Themis Gondim, em entrevista ao Paraíba Já.

    Themis, que é diretora assistência Social da Prefeitura de João Pessoa, afirmou que membros da Pastoral são acusados por algumas pessoas da sociedade civil de serem ‘a favor do crime’, mas que a crítica a redução tem o intuito de preservar os adolescentes. “A violência não vai acabar. Acreditamos que a solução não é reduzir a maioridade penal , mas a implantação do Plano Nacional de Atendimento Socioeducativo (Sinase)”, finalizou.

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here