Parlamentar repudia ‘ato bárbaro’ que culminou com morte de jovem no Cândida Vargas

0

A vereadora Sandra Marrocos (PSB) se pronunciou sobre o caso da adolescente que morreu após o parto na maternidade Cândida Vargas. Para a parlamentar, o que ocorreu foi um “ato bárbaro” e “relatos como estes são frequentes”.

Confira abaixo a nota na íntegra.

Nota de repúdio à violência obstétrica ocorrida na Maternidade Candida Vargas

Violência obstétrica, até quando?

A Vereadora Sandra Marrocos vem, por meio desta nota, manifestar o seu total repúdio ao ato bárbaro que ocorreu com o falecimento da jovem Marcela Kaisa (15 anos), na noite desta última quinta-feira (2), vítima de violência obstétrica, na maternidade Candida Vargas, em João Pessoa.

É de forma perplexa que recebo a notícia de que uma jovem de 15 anos veio a óbito durante o seu parto na Maternidade Cândida Vargas. A família relata negligência médica e falta de atendimento adequado à gestante. Infelizmente, relatos dessa natureza são frequentes. Violência obstétrica, falta de cuidados necessários, falta de respeito às gestantes e ao estado delicado em que se encontram. São relatos de um processo que condena milhares de mulheres, em sua grande maioria pobres, a vivenciar um momento, que deveria ser tão bonito e delicado, de forma abrupta e violenta.

Nesse momento, mais do que nunca, questiono ao prefeito Luciano Cartaxo: onde estão as verbas do Projeto Cegonha, que foram disponibilizadas pelo Governo Federal com a finalidade de construir um anexo à Maternidade Cândida Vargas, possibilitando um espaço adequado para o parto humanizado?

Solidarizo-me com a família e cobrarei em todas as instâncias competentes para que o caso seja apurado de forma séria e, se comprovadas as denúncias, que as pessoas sejam devidamente responsabilizadas em todas as instâncias! A vida das mulheres importa!!

#Luto #PelaVidaDasMulheres

Comente

Camara Municipal

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
E-mail: [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here