Parlamentar lamenta continuidade de sigilo para cassação de mandatos de deputados

    0

    Autor do Projeto de Lei que instituiu o voto aberto na Câmara Municipal de Cabedelo, desde 2013, o deputado Artur Filho, vereador licenciado que substitui o parlamentar Jeová Campos na ALPB, votou favorável a instituição da transparência em todas as votações da Assembleia e lamentou o fato do plenário manter o sigilo da votação em caso de cassação de mandato de deputados.  “Eu não teria constrangimento algum em votar pela cassação de um parlamentar que tenha cometido um ato de corrupção e ainda o faria olhando no olho dele”, disse Artur.

    Para o deputado que também é advogado, a ALPB deu um tiro no pé mantendo o sigilo em caso de cassação de mandato. Isto porque, explica ele, a Constituição Federal já estabelece que, nestes casos, o voto deve ser aberto. “Qualquer pessoa que venha a ingressar com uma ação derrubará a votação desta quarta-feira na ALPB”, afirma o parlamentar do PRTB.

    Artur Filho avalia que com essa decisão, a ALPB está na contramão da atual cojuntura política brasileira e dos anseios da sociedade. “A democracia plena só existe  quando há transparência nos poderes. No legislativo isso tem uma força maior ainda. Lamento profundamente não ter passado a votação aberta para cassação de mandatos e se eu ainda estiver aqui quando for apreciado a abertura do voto na eleição da mesa diretora da Casa e da indicação para conselheiros do Tribunal de Contas do Estado votarei favorável as duas matérias porque entendo que a sociedade precisa saber como seu representante se posiciona. Eu sou favorável a voto aberto para tudo. No atual cenário da vida pública não cabe mais voto secreto”, finalizou Artur Filho.

    A votação desta quarta-feira (09) na ALPB aprovou o regime de voto aberto para apreciação de vetos e intervenção estadual no Município e o nome do interventor. A votação secreta foi mantida apenas para o processo de eleição da Mesa Diretora, perda de mandato parlamentar e apreciação de processos contra o governador. O fim da votação secreta para apreciação de veto e pedidos de intervenção foi aprovada com um placar de 23 a 9. A decisão pelo sigilo em cassação de mandatos foi mantida com um placar de 19 votos contra 13.

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here