Paraíba é o estado que menos desperdiça água na Região Nordeste

    0

    A Paraíba é o Estado mais eficiente do Nordeste em relação à contenção de perdas de água, de acordo com o diagnóstico de 2013 do Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (SNIS), divulgado na quarta-feira (21) pelo Ministério das Cidades. Em 2013, a Paraíba registrou uma taxa de desperdício de 36,2%, índice abaixo da média nacional (37%), figurando como o estado que menos desperdiçou água no Nordeste e em 11º no ranking do País. No panorama do Norte e Nordeste, a Paraíba fica atrás apenas do Tocantins (34,3%)

    O Estado também apresentou queda de três pontos percentuais no desperdício em comparação ao ano anterior, já que em 2012, havia registrado 39,3% em perdas de água, segundo o SNIS.

    De acordo com o diretor Administrativo e Financeiro da Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa), Jorge Gurgel de Souza, a melhoria é resultado dos investimentos massivos do Governo do Estado nos últimos anos. “É prioridade do governador Ricardo Coutinho otimizar cada vez mais o abastecimento e a garantia hídrica da população. Por isso, desde 2011, intensificamos as fiscalizações para combater o uso irracional da água tratada. Substituímos 309 mil hidrômetros, e adquirimos 120 mil novos equipamentos para serem instalados este ano. Também reduzimos a quantidade de vazamentos e estamos reaproveitando a água de lavagem dos filtros para retornar para o sistema, evitando o desperdício, entre outras medidas”, explicou.

    A Paraíba é o quarto Estado do Nordeste em investimentos na área, no ano de 2013, com R$ 148,4 milhões. Em um ano, o Governo mais que dobrou os recursos para abastecimento de água, já que em 2012, foram investidos R$ 70,3 milhões. O levantamento do SNIS também traz os registros de 2011, apontando um salto ainda maior, tendo em vista que, na época, o Estado investiu R$ 24,3 milhões.

    Ainda de acordo com o SNIS, a Paraíba consumiu 139,1 litros por habitante ao dia (per capita). Na média de 2011 a 2013, o Estado registrou 133,3 litros por habitante ao dia, índice abaixo do limite recomendado pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), que é de 150 litros de água por habitante. O consumo médio per capita de água é a média diária, por indivíduo, dos volumes utilizados para satisfazer os consumos domésticos, comercial, público e industrial.

    Para abastecimento de água, o SNIS consultou 5.035 municípios com população urbana de 165,7 milhões de habitantes, assegurando uma representatividade de 90,4% em relação ao total de municípios e de 97,6% em relação à população urbana do Brasil. Para esgotamento sanitário, a quantidade de municípios é de 3.730 e a população urbana de 154,7 milhões de habitantes, resultando em uma representatividade de 67,0% em relação ao total de municípios e de 91,1% em relação à população urbana do Brasil.

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here