Para comemorar 77 anos do PV, torcedores realizam protesto contra venda do estádio

0

Palco de grandes discussões de futebol em Campina Grande, o Calçadão da Cardoso Vieira foi o local escolhido pelos torcedores do Treze para comemorar o aniversário de 77 anos do Estádio Presidente Vargas. E para mais uma manifestar a apreensão contra o desejo de que o maior patrimônio do Galo possa ser vendido para quitar as dívidas trabalhistas do clube.

A melhor forma de comemorar (e protestar) foi fazendo uma exposição com fotos que contam a história do PV, além do recolhimento de assinaturas para um abaixo-assinado contrários à negociação da praça esportiva. A comemoração foi um pouco atrasada, é verdade, afinal, o aniversário do Estádio Presidente Vargas foi no último dia 17, mas para os torcedores do Treze, o que vale é comemorar a existência do maior patrimônio físico do Galo da Borborema.

Para Ariosvalber de Oliveira, que é trezeano e historiador, o  PV faz parte da história de Campina Grande e do futebol paraibano. A ideia do grupo de torcedores contrários à venda do estádio é entrar com uma representação no Ministério Público, além do pedido de tombamento do PV por parte do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico do Estado da Paraíba (Iphaep).

– Nós vamos pedir ao Iphaep que tombe o Estádio Presidente Vargas como patrimônio da Paraíba, por ter em sua estrutura muitos espaços com a arquitetura de 1940 preservada. Esse evento foi organizado por torcedores apaixonados pelo Treze, que não querem ver o maior patrimônio físico do clube se perder por gestões ruins – contou.

Ao total, cerca de 5 mil trezeanos (e até torcedores de outros clubes) assinaram o documento, se mostrando contrários à qualquer negociação que envolva o estádio Presidente Vargas.

O torcedor do Campinense, Reginaldo Ramos, também esteve no Calçadão em apoio aos trezeanos. Para ele, não existe rivalidade quando o assunto for a preservação da história do futebol local, mas brincou que não sabe se os trezeanos fariam o mesmo pela Raposa.

– Eu estou a favor da causa não esperando a retribuição por parte dos trezeanos. Não sei se eles fariam o mesmo. Mas como amante do futebol, não posso deixar que vendam o estádio deles. Temos que nos unir, o Presidente Vargas é patrimônio da cidade, Campina Grande tem 152 anos e em mais da metade destes anos existe o PV – contou. As informações são do Globo Esporte Paraíba.

Comente

Camara Municipal

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
E-mail: [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here