Pan-Americano: Ginastas brilham no Pan e basquete feminino termina em quarto

    0

    Um dia sem muitas medalhas para o Brasil nos Jogos Pan-Americanos de Toronto, no Canadá. No total, foram três. Duas conquistadas pela manhã, pelas atletas da ginástica rítmica. Angélica Kvieczysnski foi bronze na prova individual com fita. “Essa medalha teve gostinho de ouro, foi muito difícil, a competição foi acirrada”, disse.

    Foi o segundo bronze de Angélica que, no domingo (19), conseguiu a terceira melhor apresentação no individual com arco. Poderia ainda ter sido a terceira medalha da atleta se os árbitros da prova individual geral, da qual participou na última sexta-feira (17), não tivessem rebaixado a nota da atleta, depois que ela pediu revisão do resultado.

    “Eu entrei hoje com ‘sangue no olho’”, brincou. “Fiquei um pouco brava com tudo o que aconteceu, que eles baixaram a minha nota e foi diferencial para eu perder uma medalha”. Mas o sorriso no rosto da atleta não negava a alegria de receber o bronze. “Eu estou muito, muito feliz”.

    A equipe formada por Dayane Amaral, Morgana Gmach, Emanuelle Lima, Jessica Maier, Ana PaulaRibeiro e Beatriz Pomini ficou com a prata na prova de grupo de maças e arco. As brasileiras cometeram um pequeno erro e acabou ficando em segundo. As norte-americanas ficaram com o ouro e as canadenses com o bronze.

    As ginastas comemoraram os resultados da participação no Pan de Toronto. Foram cinco medalhas e o pentacampeonato na competição geral por equipes. “A gente fez o máximo, e estamos muito felizes porque conseguimos o ouro na fita e ouro no geral – que é o mais importante – e não tem como sair mais feliz, né”, comemorou Emanuelle Lima.

    A terceira medalha de bronze do dia foi conquistada na esgrima, na prova do sabre individual, por Renzo Agresta. Renzo passou pelo norte-americano e atual vice-campeão mundial Daryl Homer, mas perdeu para o canadense Joseph Polossifakis, na semifinal. Joseph foi o vice-campeão da prova e a medalha de ouro foi para o norte-americano Eli Dershwitz

    A segunda-feira não foi boa para a equipe de basquete feminino que, apesar de ter buscado com vontade a medalha de bronze na disputa com Cuba, acabou vencida pelo time adversário por 66 a 62. Com o resultado, as cubanas ficaram com o bronze e o Brasil com a quarta colocação na competição. Na partida final, entre os Estados Unidos e o Canadá, a medalha de ouro ficou com a equipe canadense.

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here