Oposição ironiza débito da PMJP com iluminação pública e bancada de Cartaxo culpa a Energisa

    0

    Piada. Foi assim que o líder de oposição na Câmara de João Pessoa (CMJP) Raoni Mendes (PTB) classificou o débito de 10 meses no pagamento da iluminação pública em 12 trechos da BR 230, que cortam João Pessoa, que está sendo cobrado pela Energisa, durante sessão nesta quinta-feira (22). Ontem, o Paraíba Já trouxe, com exclusividade, a informação de que a Agência Reguladora da Paraíba (ARPB) realizou uma audiência de conciliação entre a Prefeitura de João Pessoa (PMJP) e a empresa para que solucionasse o problema.

    Raoni questiona a capacidade de gestão do prefeito Luciano Cartaxo, pois “houve a aprovação de um projeto que aumentou os tributos sob a iluminação pública em João Pessoa e não está sendo, sequer, paga a conta de energia”.

    “A prefeitura está devendo R$ 300 mil em iluminação pública e a Energisa ameaça cortar fornecimento. Isso não é uma piada? Isso não é uma piada, senhores vereadores! Trechos podem ter iluminação cortada porque há 10 meses a prefeitura não paga a conta. Isso é irresponsável e só mostra a incompetência de Cartaxo”, avaliou.

    Nos apartes, a vereadora da base de situação Eliza Virgínia (PSDB) diz não crer que isso esteja acontecendo e que se estiver, a culpa é da Energisa. “R$ 300 mil é um valor muito pouco e acho que se isso está acontecendo, a incompetência é da Energisa”, declarou.

    Já o vereador Benilton Lucena (PSD), afirmou que é estranho um órgão do Estado ter intermediado a conciliação entre as partes afetadas. “E vou procurar as respostas verdadeiras para que se diga a população”, disse.

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here