Oposição diz que Presidente da CMJP tem até à meia-noite para instalar a CPI da Lagoa

0

O presidente da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP), Durval Ferreira (PP), deve instalar nas próximas horas a Comissão Permanente de Inquérito (CPI) para apurar denúncias de irregulares nas obras de revitalização do Parque Solon de Lucena.

De acordo com parlamentares da bancada de oposição, o prazo estipulado pela Justiça para que o presidente da CMJP instale a CPI da Lagoa, se encerra à meia-noite desta terça-feira (24).

Na última quinta-feira (19), a Procuradora Jurídica da CMJP impetrou no Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB) recurso pedindo a suspensão da liminar expedida pelo juiz da 1° Vara da Fazenda Pública da Capital, Marcos Sales, que determinou a instalação da CPI na Casa em cinco dias.

Nos bastidores da CMJP, as informações desta manhã davam conta de que o presidente deve reunir os líderes partidários para que sejam feitas as indicações dos integrantes da CPI.

Saiba mais

No início do mês de março, 10 parlamentares protocolaram na Câmara Municipal o pedido de instalação da CPI da Lagoa. Assinaram o requerimento, os vereadores Bruno Farias, Djanilson Renato Martins, Zezinho do Botafogo, Lucas de Brito, João dos Santos, Felipe Leitão, Raoni Mendes, Chico do Sindicato e Fuba.

O pedido de instalação da CPI da Lagoa teve como fundamento o relatório elaborado pela Controladoria Geral da União (CGU), que apontou desvio de recursos de quase R$ 10 milhões na obra de revitalização do parque.

O relatório foi remetido ao Ministério Público na Paraíba (MPF-PB), que já solicitou à Polícia Federal a abertura de inquérito para apurar as denúncias constadas pela CGU.

 

 

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
WhatsApp: (83) 99373-4023
E-mail: [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here