Operação veneno: Polícia cumpre 22 mandados de prisão em João Pessoa

    0

    A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Crimes contra a Pessoa (Homicídios) da Capital, deflagrou, na manhã desta quarta-feira (30), a ‘Operação Veneno’, na qual foram cumpridos 22 mandados de prisão contra pessoas suspeitas de participação em assassinatos em João Pessoa. A Operação foi realizada no bairro de Mandacaru e alguns mandados foram cumpridos dentro do sistema prisional.

    De acordo com o delegado titular da especializada, Reinaldo Nóbrega, os 22 mandados de prisão serviram para desarticular uma quadrilha suspeita de tráfico de drogas, homicídios e roubos em bairros de João pessoa. A maioria dos suspeitos já cumpre pena no sistema prisional. Nove suspeitos foram presos no bairro de Mandacaru, Zona Norte da cidade. Já os outros 13 mandados foram cumpridos em presídios de João Pessoa.

    “Após as investigações, entendemos que muitas mortes que ocorriam no bairro de Mandacaru teriam sido articuladas por esse grupo preso hoje. Temos uma média de mais de 30 homicídios que já foram registrados este ano nas imediações de Mandacaru. A maioria das vítimas foi executada por causa do envolvimento no tráfico de drogas ou por causa de briga entre dois grupos rivais que atuam na região”, disse Reinaldo Nóbrega.

    O levantamento de informações que resultou na ‘Operação Veneno’ começou há três meses, e mesmo com as prisões desta quarta-feira, ainda existe a possibilidade de mais pessoas serem presas.  Segundo o delegado Reinaldo Nóbrega, os detentos envolvidos na quadrilha estariam funcionando como os mandantes dos crimes. Entre os detidos desta quarta-feira, dois foram encaminhados direto para o presídio porque foram presos em flagrante e estavam armados. Além das prisões, a polícia também apreendeu dois revólveres 38 e uma pistola 380, além de muita munição. Os presos foram levados para a Delegacia de Homicídios, na Central de Polícia, no bairro do Geisel, onde foram ouvidos, em seguida aguardarão as decisões Judiciais.

    BALANÇO DA ESPECIALIZADA – A Delegacia de Crimes contra a Pessoa (Homicídios) da Capital termina o ano de 2015 com 260 prisões, entre as realizadas em flagrante e ainda as por força de mandado. O número é resultado de um trabalho pautado na investigação e no comprometimento de toda equipe, liderada pelo delegado Reinaldo Nóbrega.

    A especializada trabalha diariamente em um rodízio de sete equipes, cada uma delas formada por delegados, escrivães e agentes de investigação. O foco da delegacia é sempre a repressão qualificada aos crimes contra a vida. “Somos responsáveis por João Pessoa e Região Metropolitana. Toda e qualquer morte violenta que houver, instauramos de imediato um inquérito policial e iniciamos um trabalho árduo de investigação, para identificar os suspeitos e consequentemente prendê-los”, disse o titular Reinaldo Nóbrega, acrescentando que as equipes da Homicídios são divididas de acordo com o espaço geográfico do local da ocorrência.

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here