MPF resgata R$100 mil de contas de investigados e procurador diz que dinheiro pode estar fora do país

    0

    Apenas R$ 100 mil reais estavam nas contas bancárias em nome dos investigados na Operação Sete Chaves, que desarticulou, na quarta-feira, 27 de maio de 2015, organização criminosa envolvida na extração e comércio ilegal de turmalinas paraíba. O valor foi sequestrado judicialmente, por determinação da Justiça Federal, a pedido do Ministério Público Federal na Paraíba (MPF), através da Procuradoria da República em Patos (PB).

    Para o procurador da República João Raphael Lima, o baixo valor encontrado nas contas brasileiras dos investigados, comparado às cifras astronômicas envolvidas na extração e comércio ilegal internacional, descobertas durante as investigações, é mais um indício de que os acusados mantêm o maior volume de dinheiro em contas bancárias fora do país.

    A Justiça Federal também determinou o bloqueio dos ativos financeiros existentes em nome dos investigados, através do Bacenjud e a inserção, com uso do Renajud, de restrição de transferência de propriedade de veículos automotores em nome dos envolvidos.

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here