Operação garante voto seguro durante 2º turno das eleições

    0

    A ‘Operação Voto Seguro II’ registrou, neste domingo (26), 35 ocorrências eleitorais na Paraíba. 24 procedimentos foram realizados pela Polícia Civil nas 20 Áreas Integradas de Segurança Pública (Aisp) do Estado, entre Termos Circunstanciados de Ocorrência e flagrantes, segundo relatório gerado pelos Centros de Comando e Controle (CCC) instalados nas cidades de João Pessoa, Campina Grande e Patos pela Secretaria da Segurança e da Defesa Social (Seds), em parceria com o Tribunal Regional Eleitoral (TRE).

    O objetivo dos Centros foi possibilitar o encaminhamento de demandas por parte dos juízes eleitorais e a repressão imediata a crimes eleitorais e os de outra natureza, por meio da integração entre as polícias Civil, Militar e ainda Corpo de Bombeiros e Polícia Federal e Rodoviária Federal.

    Segundo dados da Polícia Militar, foram 12 ocorrências de desacato, sete de compra de voto, cinco de aliciamento de eleitores, seis de transporte ou alimentação irregular de eleitores, entre outras. A maioria dos casos aconteceu na Capital, Litoral Sul e Sertão da Paraíba. Do dia 22 até este domingo, a PM registrou 48 ocorrências no âmbito eleitoral durante a ‘Voto Seguro II’.

    De acordo com relatório do CCC, as delegacias de Polícia Civil realizaram dois procedimentos de destaque na região metropolitana de João Pessoa. Na cidade de Cabedelo, a Polícia Militar apreendeu material de campanha e cópias de títulos de eleitor em poder de uma líder comunitária. Em Bayeux, um flagrante foi realizado e uma van foi apreendida transportando eleitores para a cidade de Alhandra.

    No município de Alagoinha, no Brejo paraibano, um homem foi detido depois de jogar material de campanha na feira livre, o que é proibido pela Justiça Eleitoral. Em Gado Bravo, também houve flagrante pelo transporte irregular de eleitores. Em ambos os casos foi feito Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO). Já em Ouro Velho, foi lavrado flagrante também por transporte irregular de eleitores.

    Para o secretário titular da Seds, Cláudio Lima, as forças policiais agiram de forma profissional e isenta, garantindo a tranquilidade do pleito no 2º turno. “Mais uma vez, foram instalados os Centros de Comando e Controle que integraram as polícias, fizeram com que o planejamento operacional traçado para este domingo fosse cumprido com sucesso e conseguisse abranger todo o Estado. Atendemos todas as solicitações do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) para ajuste de efetivo nas cidades solicitadas, resolvemos problemas pontuais e essa integração foi bastante importante para a promoção da democracia”, frisou. Nas 223 cidades do estado, mais de 6.300 agentes de segurança pública, entre policiais militares, civis e bombeiros reforçaram a segurança no pleito.

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]