Obra da Lagoa: oposição apresenta ao CREA relatório da CGU que aponta irregularidades

0

O líder da oposição na Câmara de João Pessoa (CMJP), Renato Martins (PSB), e o vereador  Eduardo Fuba (PT) visitaram, nesta terça-feira (22), a presidente do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia da Paraíba (CREA/PB), Giucélia Figueiredo, para entregar o relatório da Controladoria Geral da União diversas irregularidades nas obras de revitalização do Parque Solon de Lucena (Lagoa).

De acordo com Renato, além do desvios de R$ 10 milhões dos recursos investidos na obra registrados no relatório da CGU, a representante do Crea também afirmou que não existem anotação de responsabilidade técnica (ART), que estabelece parâmetros referentes à execução de serviços ou obras de engenharia, para justificar a medição de profundidade da Lagoa (batimetria) e a retirada de 200 mil toneladas de resíduos do local.

“Ela ficou estarrecida com a batimetria que foi feita pela empresa Sistema e colocada no processo como para justificar a extração das 200 mil toneladas. Só que esta empresa funciona numa casa e não tem engenheiro responsável, nem ART deste teste batimétrico feito. O dono alega que não fez o serviço e que um engenheiro que fez, só assinou a nota por amizade. Nem dinheiro recebeu e não sabe dizer se usarem equipamentos apropriados para estes testes. Logo, ele é sem validade e não pode atestar o serviço. Sem registro no Crea da empresa e nem ART do teste feito. Ambas as coisas  São de responsabilidade do CREA”, disse.

A reportagem do Paraíba Já entrou em contato com a presidente do Crea, Giucélia Figueiredo e ela confirma que recebeu o relatório da CGU pelos vereadores.

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
WhatsApp: (83) 99373-4023
E-mail: [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here