O que falta à UEPB é gestão e não repasse do Governo do Estado, avalia secretário

0

O secretário de Estado da Comunicação Institucional Luís Tôrres comentou, na manhã desta quarta-feira (29), sobre os reclames da gestão da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), que denunciou que poderá ocorrer um caos administrativo caso o Governo do Estado reduza o valor do repasse anual à instituição.

Em entrevista ao Paraíba Já, Tôrres argumentou que o que acontece na UEPB é o contrário quando se trata de repasses e que a universidade padece é de problema de gestão.

“Pode ser que falte gestão à UEPB, repasse de recursos, não. Em 2010, a UEPB recebeu cerca de R$ 180 milhões no ano de repasse do duodécimo. Em 2016, o governo Ricardo Coutinho chegou a R$ 307 milhões só em duodécimo. Em seis anos desta gestão, foi mais de um bilhão e meio de reais repassados para a instutuição. Todos sabem que é preciso conduzir com cuidado as finanças públicas especialmente num momento de recessão como esse. Repito: pode faltar gestão, repasse do Estado, não”, afirmou.

Comente

Camara Municipal

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
WhatsApp: (83) 99373-4023
E-mail: redacao@paraibaja.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here