Número de residências que utilizam gás natural cresce mais de 120% em João Pessoa

    0

    O número de ligações de prédios residenciais ao gás natural em João Pessoa cresceu mais de 120% no mês de abril, em comparação ao mês de março deste ano. Segundo dados da Companhia Paraibana de Gás (PBGás), no mês de março foram realizadas 137 ligações, enquanto abril fechou com 311 ligações com a adesão de mais sete edifícios.

    Com as novas ligações, a PBGás atinge a marca de 8.611 unidades residenciais atendidas com o gás natural, com a adesão de 225 edifícios. Somente este ano foram realizadas 805 ligações residenciais na Capital paraibana, sendo 181 em janeiro, 176 em fevereiro, 137 em março e 311 em abril.

    O diretor técnico da PBGás, Carlos Vasconcelos, destacou que, somente este ano, a companhia vai investir mais de R$ 3,5 milhões na ampliação da rede de distribuição de gás natural em João Pessoa.

    De acordo com Carlos Vasconcelos, este ano existe uma tendência de crescimento do ritmo das ligações em relação ao ano passado acompanhando fatores como a ampliação da rede de distribuição do gás natural em João Pessoa e o crescimento do mercado imobiliário. “Com a elevação dos preços do metro quadrado dos terrenos, as construtoras perceberam que ao dotar o empreendimento com suprimento de gás natural através dos gasodutos da PBGás, os arquitetos podem dar um uso mais otimizado [playground, vaga de estacionamento, armários] ao espaço que seria ocupado pelos cilindros de armazenagem de GLP”, destacou.

    O gerente de Mercado Residencial da PBGás, Renato Vilarim, destacou que o gás natural em João Pessoa e em Campina Grande vive um momento de expansão e que, cada vez mais, as pessoas vão entender os benefícios em relação ao gás de cozinha, como mais segurança, ter um fornecimento contínuo, preço competitivo e ser menos poluente.

    Renato explicou que, em uma residência, o gás natural pode ser utilizado para funcionamento de fogões, fornos, e em substituição dos chuveiros elétricos e ar-condicionado com significativa redução na conta de energia. “A pessoa pode nos procurar que estaremos prontos para instalar o gás natural e mostrar que o combustível oferece o melhor custo-benefício”.

    O síndico do edifício Recanto das Artes, localizado em Miramar, Roberto Chaves Pinheiro, começou a utilizar o gás natural em 60 apartamentos há 1 mês e disse que, como administrador, já percebeu alguns benefícios como a praticidade, a segurança e o respeito ao meio ambiente. “Apesar de utilizar o gás natural há pouco tempo, já dá para notar os benefícios em relação ao GLP como não precisar ligar duas ou três vezes no mês para abastecer o botijão e pelo gás natural oferecer muito mais segurança”, destacou.

    Ampliação – A rede de distribuição do gás natural contempla os bairros de Tambaú, Manaíra, Cabo Branco, Altiplano, Miramar, parte da Torre, parte do Jardim Oceania, e Distrito Industrial, onde várias indústrias operam com o combustível. Este ano, a rede está sendo ampliada nos bairros de Jardim Oceania contemplando as avenidas Fernando Luiz Henrique e Argemiro de Figueiredo e também Miramar e Manaíra, onde estão sendo inaugurados novos edifícios.

     

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here