Novo prefeito de Santa Rita pede união da classe política para retirar a cidade do caos

    0

    O novo prefeito de Santa Rita, Netinho de Várzea Nova (PR), conclamou, nesta segunda-feira (5), a classe política e os mais diversos segmentos da sociedade organizada para se unirem em prol do soerguimento da cidade. Em entrevista ao programa Rádio Verdade, ele admitiu decretar estado de calamidade em virtude da “situação caótica” em que se encontra a Saúde municipal.

    Netinho revelou que a situação da Saúde de Santa Rita é tão série que alguns médicos pediram demissão dos quadros da Prefeitura por estarem com até três meses de salários atrasados. Ele contou ainda que, ao assumir o comando da gestão municipal, se deparou 19 Unidades de Saúde Família fechadas.

    Ainda durante a entrevista, Netinho adiantou que fixou em R$ 350 mil o limite de gasto mensal com a contratação de servidores comissionados e prestadores de serviço. “Já determinei a Secretaria de Administração a limitar o gasto com comissionados e prestadores de serviço, pois só assim teremos condições de pagar o 13º salário dos efetivos”, disse o prefeito, acrescentando que na gestão de Reginaldo Pereira (PRP) a Administração Municipal vinha desembolsando mensalmente R$ 1,4 milhão com servidores temporários.

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here