Nos dois primeiros meses de 2017, Paraíba registra redução de 13% de homicídios

0

A Paraíba acumula uma redução de 13% no número de assassinatos registrados em seu território no primeiro bimestre de 2017, em relação ao mesmo período do ano passado. Nos meses de janeiro e fevereiro deste ano foram contabilizados 215 casos de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI), enquanto que no ano passado, nesses dois meses, aconteceram 247 ocorrências desse tipo. Com esses números, o Estado tem o melhor resultado no 1º bimestre desde 2011.  Os dados foram apresentados pela Secretaria da Segurança e da Defesa Social (Sesds) ao governador Ricardo Coutinho, durante reunião de monitoramento com os gestores, realizada no prédio da Federação das Indústrias do Estado (Fiep), na manhã desta quarta-feira (8), em Campina Grande. 

O governador destacou que a reunião é realizada mensalmente e serve para estabelecer estratégias, cobranças e também reconhecer o trabalho realizado pelas Forças de Segurança Pública. “A Paraíba é o único estado que durante cinco anos teve uma redução consecutiva de assassinatos. Isso é uma luta cotidiana. O Brasil é um país com um surto de violência altíssimo e quando um estado consegue caminhar nessa contramão é preciso compreender que os esforços que foram feitos têm que ser multiplicados, a fim de que os resultados posteriores sejam sempre melhores que os anteriores”, frisou Ricardo Coutinho.

O secretário da Segurança e da Defesa Social, Cláudio Lima, ainda destacou que a redução de homicídios já no primeiro bimestre acompanha a tendência anual de redução desde a implantação do Programa Paraíba Unida pela Paz. “Com um novo modelo de divisão territorial estabelecido pela Lei 111/2012 e que é pautado na integração das Forças de Segurança, saímos de 1.542 CVLI em 2011 para 1.322 em 2016, reduzindo a taxa de assassinatos por 100 mil habitantes de 44,3 para 33,1”, afirmou o chefe da pasta.

Durante a reunião, um relatório apresentado pelo Núcleo de Análise Criminal e Estatística (Nace) da Sesds ainda apresentou números sobre a redução de homicídios de mulheres na Paraíba, que no 1º bimestre de 2017 chegou a 52% (de 21 para 10), sendo o menor contabilizado desde 2011 nesse período. “Em uma data como a de hoje, podemos dizer que a redução de CVLI de mulheres é sustentável e representativa, uma resposta a uma série de medidas tomadas pela Segurança e da interface com outras secretárias em relação a esse tipo de violência”, pontuou o governador. 

De acordo com os dados, a Paraíba conseguiu ficar em 2016 com uma taxa de homicídios contra a mulher inferior à média nacional. A taxa em 2011 era de 7,5 e caiu pra 4,7 em 2016, o que significa uma redução de aproximadamente 36%. A taxa nacional segundo o mapa da violência 2015 (o mais atualizado em relação à mulher) é de 4,8.

Ainda sobre o enfrentamento aos homicídios, o relatório do Nace mostrou que nos dois primeiros meses deste ano foram apreendidas 559 armas de fogo, sendo 224 revólveres, 88 pistolas e 161 espingardas, além de 86 outros tipos de armamentos.

Comente

Camara Municipal

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
WhatsApp: (83) 99373-4023
E-mail: [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here