Nonato Bandeira não descarta seguir em partido após fusão entre PPS e PSB

    1

    A possibilidade de fusão entre o Partido Popular Socialista (PPS) e o Partido Socialista Brasileiro (PSB), que será discutida nesta quarta-feira (29) pelas executivas nacionais das duas legendas, pode reaproximar antigos aliados na Paraíba. O presidente estadual do PPS e vice-prefeito de João Pessoa, Nonato Bandeira, que rompeu relações políticas com o governador Ricardo Coutinho (PSB) em 2012, não descartou permanecer na nova sigla após a fusão.

    “A decisão do partido é superior a minha”, revelou Nonato, em entrevista ao Paraíba Já, comentando a possível fusão com o PSB.

    O socialista não deixou clara sua opinião sobre o acordo entre os partidos, mas revelou que há posições divergentes sobre o tema dentro da legenda. Enquanto o vereador de João Pessoa e presidente municipal do PPS, Bruno Farias, é contra a fusão, outro parlamentar da capital, o vereador Djanilson da Fonseca (PPS) é favorável à união.

    Dependendo do posicionamento do diretório Nacional, Nonato disse que será realizado um congresso extraordinário do PPS na Paraíba para discutir o assunto, mas que ainda não há data marcada para a realização do encontro.

    Por Dayana Lucas, especial para o Paraíba Já

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here