Nelson Junior diz que Estado trata execução de obras como marketing eleitoral

    0

    O ex-candidato ao senado pelo PSOL e membro da Executiva Estadual da sigla, professor Nelson Júnior, ao discutir as obras do Governo Ricardo Coutinho, afirma que elas ocorrem sem “um planejamento exequível” e expressa mais uma postura de marketing do Governo do que uma intenção de atender as demandas populares. “O governador Ricardo Coutinho tem adotado uma postura preocupante no tocante ao ritmo das obras de sua gestão. Algumas obras encontram-se em atraso, outras em ritmo lento, enquanto outras obras, apesar de estarem em estado avançado, não se aproximam da reta final para conclusão”, disse.

    Ao analisar os anúncios do Governo com relação a construções de diversas obras em áreas como Saúde e infraestrutura, Nelson Júnior acusou o governador Ricardo Coutinho de alardear mais do que realmente planeja e executa obras em seu governo. “Percebo que o governador Ricardo Coutinho tomou a decisão de iniciar várias obras na mesma época, independente de um planejamento exequível para sua execução. Assim, se inicia a construção do hospital oncológico em Patos, do hospital metropolitano de Santa Rita, a urbanização do açude de Bodocongó em Campina Grande e a construção do viaduto do Geisel e do trevo de Mangabeira em João Pessoa, etc”, comentou.

    “O que para uns pode parecer que esse é um governador operoso, na minha opinião transforma Ricardo em um governador marketeiro que se utiliza da esperança do povo, no acesso aos serviços que estes equipamentos podem proporcionar, para auferir apoio político ao seu governo e apoio eleitoral ao seu projeto de poder”, disparou.

    De acordo com Nelson Júnior, que foi candidato ao Governo do Estado e ao senado, em 2010 e 2014, respectivamente, as prioridades de Ricardo Coutinho no Governo do Estado se movimentam e se alimentam em função de seus interesses meramente eleitorais, em detrimento das demandas e esperanças do povo.

    “Com isso Ricardo Coutinho pretende, com o mesmo discurso e as mesmas obras utilizados para sua reeleição, pavimentar a candidatura do PSB à prefeitura de João Pessoa e garantir o futuro do seu projeto político em 2018”, opinou.

    Por fim, o professor Nelson Junior descreveu o que considera problemas não enfrentados adequadamente pelo Governo do PSB na Paraíba. “Enquanto a prioridade do governador é seu projeto eleitoral, e não as demandas da população, os pacientes oncológicos do sertão continuam vindo para Campina Grande e João pessoa em busca de tratamento; os moradores de Campina Grande, principalmente do bairro de Bodocongó, continuam carentes de um equipamento de lazer; os moradores de Mangabeira, Valentina, Bancários e José Américo em João Pessoa continuam sofrendo com os transtornos de um trânsito caótico,
    proveniente da construção do trevo de Mangabeira e a população da região metropolitana de João Pessoa continuará a superlotar os hospitais do trauma e o trauminha de Mangabeira devido a não conclusão do hospital da região metropolitana, em Santa Rita”, concluiu.

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here