“Não importa a desgraça, a gente sempre pode fazer graça”, diz filho sobre lição deixada por Shaolin

    0

    “A lição que ele deixou foi de que não importa a desgraça, a gente sempre pode fazer graça”, disse o filho do comediante Shaolin, o também comediante Lucas Veloso, durante o velório do pai na manhã desta quinta-feira (14) em Campina Grande, no Agreste da Paraíba. O comediante morreu aos 44 anos na madrugada após uma parada cardiorrespiratória, em uma clínica particular da cidade.

    Lucas contou que esteve com o pai na noite de quarta-feira (13) e que “ele estava sereno”. “Foi uma surpresa porque ele estava muito bem. O que sinto agora, depois de quase 20 anos convivendo com um paizão maravilhoso, é mau humor”, disse. O filho do comediante também destacou a luta pela vida nos últimos anos. “Ele sofreu o acidente e passou cinco anos mostrando que não e um ‘caminhãozinho’ que tira a gente da estrada”, lembrou.

    O velório foi aberto ao público por volta das 11h05 depois de ter sido iniciado de forma privativa pela família e amigos às 9h30, no cemitério Campo Santo Parque da Paz, em Campina Grande, e deve voltar a ser restrito às 15h (horário local). O enterro está programado para as 17h (horário local).

    Lucas Veloso está seguindo a mesma profissão que o pai e, em entrevista em abril de 2014, ele contou que o pai acompanhava seus primeiros passos de perto. “Ele está consciente, entende tudo. É inclusive, digamos assim, o diretor do meu show. Todas as piadas eu testo com ele para saber se pode ou não ir”, contou na época.

    Nesta quarta-feira, o jovem também tinha publicado em seu perfil em uma rede social uma homenagem ao pai. “Não aprendi dizer ‘adeus’/ mas deixo você ir, sem lágrimas no olhar/ seu adeus me machuca/ o inverno vai passar, e apaga a cicatriz.” Descanse em paz, meu guerreiro! Desejo honrar sua alegria todos os dias! #LUTO”, disse, citando música do cantor Leonardo, que era imitado por Shaolin. Até as 9h30 (horário local) a publicação já tinha mais de 4,7 mil compartilhamentos.

    Quem também relatou surpresa com a notícia da morte de Shaolin foi o produtor dele, Ruan Cibalde, que destaca que o artista vinha em um quadro de boa evolução, com agravamento da saúde repentino. “Ele vinha em um constante quadro se evolução lenta, porem positiva, e de ontem para hoje pegou todos de surpresa”, disse durante o velório.

    Ruan conta que amigos e família estavam “comemorando cada passo, desde quando ele voltou a respirar sem os equipamentos, abriu os olhos, o primeiro movimento, a volta para casa e essa febre e a infecção pegou todos de surpresa”. As informações são do G1 Paraíba.

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here