Mr Catra se prepara para estreia na TV e festeja: ‘Tenho tudo que eu quero’

0

“Estou muito empolgado! Eu tinha essa vontade desde que eu vi pela primeira vez o ‘Som na Caixa’, com o Cidinho Cambalhota (programa pioneiro que tocava funk em 1987, na TV Corcovado, local do Rio de Janeiro). Vai ser ao vivo, mas isso não me preocupa nem um pouco. Se eu errar, ok! Tem que ser algo natural. Aliás, quanto mais melhor. Não vou me inspirar em ninguém. Quero mostrar a música de um jeito que as pessoas entendam… E vai ter de tudo. Não sou cantor só de funk, gosto de música boa”, afirma Catra, que tem certeza que o programa vai ser um sucesso: “Eu faço o melhor em tudo que me proponho a fazer. Se não, é melhor nem começar. Se alguém disser que o meu CD de samba, por exemplo, tem uma música ruim, mudo meu nome para Maria no cartório”.

Para fazer filho tem que treinar como atleta! Se não treinar, não joga, né (risos)?”
Mr Catra sobre dieta

Além da TV, é possível que os fãs do cantor possam vê-lo nas telonas em breve. Segundo Catra, a produtora Paula Lavigne, que é sua amiga de longa data, quer transformar sua história em filme. Um livro também é cogitado. “Acho legal que as pessoas conheçam a minha vida. A partir do momento que você se propõe em ser uma pessoa pública, tem que ter lealdade com seus fãs, tá ligado? Tem que ser honesto”, acredita.

Seguindo essa linha de não esconder nada de seus fãs, Catra recebeu o EGO em uma de suas três casas – ele tem duas na Zona Oeste do Rio de Janeiro e uma em São Paulo – para fazer as fotos e conversar sobre o novo projeto. Com uma família grande – só filhos são 32! -, ele mostrou alguns dos cantinhos da casa, de onde entram e saem pessoas o tempo todo. “Tenho filhos – muitos, né? – e eles têm amigos. A molecada é sociável… A casa está sempre cheia. Gosto de ter muita gente do meu lado, da minha família perto de mim. Melhor em casa do que na rua. Aqui sempre cabe mais um”, garante.

Para as fotos, no estilo “Poderoso Chefão”, Catra bebeu uma dose de uisque e fumou um cigarro, mas Silvia Regina, sua primeira mulher, “marcou em cima”. Atualmente, ele está de dieta e não está bebendo álcool, em busca de uma vida mais saudável. Já conseguiu perder 12 quilos depois que passou a fazer tratamento ortomolecular com a médica Fernanda Perez. Quando a equipe estava saindo, ele começou a comer uma saladinha acompanhada de um suco detox.

“Tem um mês que estou de dieta. Não ligo muito para estética não, mas chega uma hora que a gente tem que dar uma ‘guaribada’ na estrutura, colocar um chassi 2016. Resolvi fazer isso por uma questão de saúde. Depois que perdi esses quilos, meu dia a dia melhorou e estou rendendo mais nos shows. O alerta acionou depois que tomei um tombo no palco, no mês retrasado, e me machuquei muito. Tive uma inflamação no nervo entre as costelas e a recuperação foi chata demais, mal conseguia respirar. Acho que o acidente teria sido menos ruim se eu estivesse mais magro. Até que não está sendo tão difícil… Minha dieta é sem sacrifício porque eu não nasci para sofrer. A médica não cortou totalmente nada, mas pediu para eu diminuir frituras, massas, doces. Me aguarde, Bella Falconi! O papai chegou!”, divertiu-se, dizendo, no entanto, que sempre teve energia: “Para fazer filho tem que treinar como atleta! Se não treinar, não joga, né (risos)?”.

Questionado se está totalmente realizado com o novo projeto e acha que está vivendo o melhor momento de sua vida, Catra mostra que é mesmo muito bem resolvido e não liga para os críticos. “Eu sou feliz, não estou feliz! Tenho a benção de ser o zelador de todo esse sucesso… É tudo maravilhoso na minha vida: minha família e meu trabalho. Todas as coisas que Deus me designou”.

As informações são do site EGO.

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
WhatsApp: (83) 99373-4023
E-mail: [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here