MPF e DPU pedem retratação à emissora de rádio após ofensas de Anacleto Reinaldo

0

O Ministério Público Federal na Paraíba (MPF/PB), a Defensoria Pública da União na Paraíba (DPU/PB) e a Rádio FM Líder da cidade de Santa Rita firmaram, nesta quarta-feira, 4 de maio, Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) para promover reparação em virtude de mensagens ofensivas contra índios, veiculadas na emissora no Dia do Índio, 19 de abril, durante o Programa Tony Show. As mensagens foram proferidas pelo radialista Anacleto Reinaldo.

Durante a reunião do TAC, a direção da rádio FM Líder comprometeu-se a veicular, diariamente, ao longo de sua programação, durante 60 dias, spots produzidos pelo MPF e DPU, com o objetivo de promover e divulgar os indígenas e sua cultura.

Os efeitos do TAC não se estendem às responsabilidades pessoais do radialista Anacleto Reinaldo, em face do qual serão analisadas as medidas cíveis e criminais a serem adotadas.

Em caso de descumprimento, a rádio pagará multa diária de R$ 50 mil, sem prejuízo de eventuais responsabilidades civil e penal.

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
WhatsApp: (83) 99373-4023
E-mail: [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here