Mira Maya e Macumbia são atrações da segunda noite da Festa das Neves

0

O rock pesado da banda Licenciosa e da cantora Mira Maya e o balanço caribenho do coletivo Macumbia prometem levantar o público que for ao Palco Alternativo, montado na Praça Antenor Navarro, para a segunda noite da Festa das Neves neste sábado (2). Os shows, gratuitos, começam às 19h.

Licenciosa – Formada em 2010 em João Pessoa, a Licenciosa guarda em suas composições um gênero batizado como “rockMpBregAlternativo”. O grupo nasceu de um encontro boêmio entre os integrantes, em que Rojão, vocal e guitarrista, apresentou algumas de suas composições, a maioria enraizada na MPB. As referências vão de Cazuza, Cascadura, Burro Morto a Pato Fu. Eles, que lançaram o primeiro disco em março, vão tocar, entre outras, as autorais “Licenciosa”, “No seu interior”, “Mulher de neon”, “Faixa três”, “Quando você sai pra passear de mim”, “Verá” e as novas “Apneia” e “Fora de mim”. “Vamos ainda gravar um clipe este ano e o segundo álbum em 2015”, planeja Orange, sem entregar mais detalhes.

Mira Maya – “Mira Maya na vitrola” é o novo projeto da cantora de forte presença de palco e acento melódico vocal. Dona de uma carreira sólida num cenário praticamente em crise de talentos no rock paraibano, em diferentes fases Mira já incursionou pelo classic e hard rock, new metal e hardcore, com pinceladas eletrônicas e regionalismo. Agora a sua vitrola toca blues, jazz e iê-iê-iê.  Com o novo álbum autoral saindo do forno em outubro, ela dá verniz setentista às músicas, com um retorno inspirado na Jovem Guarda de Roberto e Erasmo Carlos, nos Mutantes e em Núbia Lafayette. “As letras são confessionais, falam de amor traído, saudades, dor e desejo”, diz.

Neste mês, ela grava o primeiro clipe da música de trabalho, “Lasciva”, com direção de Paulo Vieira. O show também terá versões e obras do primeiro disco, “Na Mira”.

 

Macumbia – O grupo é um híbrido sonoro que começa pela nacionalidade de seus integrantes: brasileira, americana e venezuelana. As músicas são uma explosiva mistura de ritmos caribenhos e brasileiros. ‘“Macumbiero” significa juntar os povos latinos por meio da música, com a descoberta de novos timbres e atmosferas sonoras”, define o seu vocalista, Erik Martinez. A banda nasceu em 2012, com a proposta de abordar o cotidiano problemático e ao mesmo tempo festivo dos povos latinos. Ano passado, o Macumbia lançou o seu primeiro álbum, “Chuta que é Macumbia”, e agora finaliza o seu segundo, “Carne Latina”, com salsa e carimbó.

Colaboração Secom PMJP

 

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
WhatsApp: (83) 99373-4023
E-mail: [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here