Mídia internacional repercute pesquisa sobre microcefalia desenvolvida na Paraíba

0

A pesquisa desenvolvida na Paraíba sobre microcefalia tem repercutido em todo Brasil, assim como em outros países, atraindo até o Estado equipes de reportagem não somente da imprensa nacional, mas também da imprensa internacional. O estudo tem como referência o trabalho da Rede de Cardiologia Pediátrica da Paraíba, que será apresentado à mídia internacional e local nesta quinta-feira (25), pelo governador Ricardo Coutinho e pela secretária da Saúde, Roberta Abath, durante entrevista coletiva, às 16h30, no Palácio da Redenção.

Além da imprensa local, participarão da coletiva quatro emissoras de TV e rádio internacionais: TV Al Jazeera English, a The Wall Street Journal, a Tv Alemã ARD e a National Public Rádio Norte Americana.

A pesquisa realizada na Paraíba, por meio de parceria do Governo do Estado com o Ministério da Saúde e o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos, foi publicada no dia 5 de fevereiro no boletim mundial da saúde e chama a atenção da causalidade da microcefalia, que torna o estudo pioneiro e único no mundo, despertando o interesse de países para celeridade dos resultados.

Já o projeto da Rede de Cardiologia Pediátrica da Paraíba, que utiliza a telemedicina, foi implantado pelo Governo da Paraíba em outubro de 2011, sendo um divisor de águas na saúde pública da Paraíba, na área cardiológica e pediátrica. O trabalho realizado pela Rede tem contribuído com a pesquisa, tendo em vista ter realizado nesses últimos quatro anos um estudo sobre 16 mil casos de microcefalia.

O monitoramento de mães e bebês, com e sem microcefalia, na Paraíba será feito por meio de uma coleta de dados e exames em cerca de 150 crianças com microcefalia, além de aproximadamente 400 bebês saudáveis e suas respectivas mães. A pesquisa deverá ser concluída no próximo mês de abril.

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
WhatsApp: (83) 99373-4023
E-mail: [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here