Mesmo com apoio de deputados da PB, Cunha tem noite de derrotas na Câmara

    0

    O presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB), sofreu derrotas em todos os pontos da reforma política que apoiava, e que foram a votação na noite de ontem (26) e na madrugada desta quarta-feira (27), mas ainda assim contou com o apoio massivo da bancada paraibana na Câmara.

    Os 12 deputados paraibanos da bancada foram contra o sistema distrital misto e a lista fechada, propostas que não eram apoiadas por Cunha, e votaram favoravelmente ao ‘distritão’, o que não impediu a derrota nas matérias em que o peemedebista era favorável.

    Na principal proposta apoiada pelo presidente da Câmara, a bancada paraibana deu oito votos em favor do sistema ‘distritão’, enquanto apenas quatro deputados votaram contra a medida: Benjamin Maranhão, Damião Feliciano, Luis Couto e Wellington Roberto.

    Já em relação a proposta do sistema distrital misto, apenas os deputados Efraim Filho (DEM) e Pedro Cunha Lima (PSDB) votaram a favor, contra 10 votos contra dos outros paraibanos. Nas listas fechadas, não houve divergência: nove paraibanos votaram e todos contrários a medida.

    Sobre a proposta de incluir na Constituição a permissão de que as empresas financiem as campanhas políticas, dos 11 deputados paraibanos que participaram da votação, nove votaram favoráveis e apenas dois contrários.

    Capitaneada pelo presidente Eduardo Cunha, e pela oposição, a proposta teve apenas 264 votos a favor, 44 a menos dos 308 necessários. Outros 207 votaram contra.

    O resultado foi a segunda grande derrota de Cunha no mesmo dia e praticamente sepulta a reforma política capitaneada por ele e pelo PMDB.

    Veja abaixo como votou a bancada paraibana:

    Distritão – a mesma coisa que voto majoritário para vereadores e deputados estaduais e federais

    Aguinaldo Ribeiro (PP) Sim
    Efraim Filho (DEM) Sim
    Hugo Motta (PMDB) Sim
    Manoel Junior (PMDB) Sim
    Pedro Cunha Lima (PSDB) Sim
    Rômulo Gouveia (PSD) Sim
    Veneziano Vital do Rêgo (PMDB) Sim
    Wilson Filho (PTB) Sim
    Benjamin Maranhão (SD) Não
    Damião Feliciano (PDT) Não
    Luiz Couto (PT) Não
    Wellington Roberto (PR) Não
    Total Paraíba: 12

    Sistema distrital misto – metade dos candidatos são eleitos através de distritos e a outra metade em lista fechada definida pelos partidos

    Aguinaldo Ribeiro (PP) Não
    Damião Feliciano (PDT) Não
    Hugo Motta (PMDB) Não
    Luiz Couto (PT) Não
    Manoel Junior ( PMDB) Não
    Rômulo Gouveia (PSD) Não
    Veneziano Vital do Rêgo (PMDB) Não
    Wellington Roberto (PR) Não
    Wilson Filho (PTB) Não
    Efraim Filho (DEM) Sim
    Pedro Cunha Lima (PSDB) Sim
    Total Paraíba: 11

    Listas fechadas – Os nomes levados para a disputa são escolhidos pelos partidos e definidos em lista por ordem de preferência das respectivas siglas

    Aguinaldo Ribeiro (PP) Não
    Damião Feliciano (PDT) Não
    Efraim Filho (DEM) Não
    Luiz Couto (PT) Não
    Pedro Cunha Lima (PSDB) Não
    Rômulo Gouveia (PSD) Não
    Veneziano Vital do Rêgo (PMDB) Não
    Wellington Roberto (PR) Não
    Wilson Filho (PTB) Não
    Total Paraíba: 9

    Financiamento – incluir na Constituição a permissão de que as empresas financiem as campanhas políticas

    Aguinaldo Ribeiro (PP) Sim
    Benjamim Maranhão (PMDB) Sim
    Efraim Filho (DEM) Sim
    Hugo Motta (PMDB) Sim
    Pedro Cunha Lima (PSDB) Sim
    Manoel Junior (PMDB) Sim
    Rômulo Gouveia (PSD) Sim
    Veneziano Vital do Rêgo (PMDB) Sim
    Wellington Roberto (PR) Sim
    Damião Feliciano (PDT) Não
    Luiz Couto (PT) Não
    Total Paraíba: 11

     

     

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here