Médicos da rede pública de João Pessoa paralisam atividades a partir de hoje

0

A saúde em João Pessoa vem passando por uma crise recorrente e alarmante. Troca-troca de secretários, falta de medicações e instrumentos de trabalho nas Unidades de Saúde da Família e nos hospitais tem sido recorrente.

Nesta segunda-feira (14), os médicos da rede de saúde pública de João Pessoa anunciaram que irão paralisar suas atividades por cinco dias. Ou seja, a população não contará com os atendimentos ambulatoriais e cirurgias eletivas até o próxima sexta-feira (18).

Os médicos hemodinamicistas, que são os cardiologistas responsáveis pelas cirurgias de cateterismo, também resolveram paralisar suas atividades e reivindicam reajuste de salário, pois não o recebem há mais de oito anos. Eles também estão garantindo os atendimentos de urgência e emergência nos hospitais, mas caso as suas reivindicações não sejam atendidas, ameaçam paralisar todo o serviço de atendimento.

Em nota, o Sindicato dos Médicos do Estado da Paraíba (Simed-PB) relatou toda via crucis das negociações com a PMJP e a falta de resposta em todas elas.

Confira a nota na íntegra:

O Sindicato dos Médicos do Estado da Paraíba (Simed-PB) vem, dirigir-se à população e comunicar que os médicos que fazem parte da prefeitura de João Pessoa, apesar de todos os esforços disponibilizados, não conseguiram ter seu pleito atendido, sendo necessário a realização de uma PARALISAÇÃO de cinco dias, (iniciando no dia 14 e finalizando no dia 18 de março do corrente ano), levando em consideração que a prefeitura teve tempo suficiente para enviar a proposta negociada entre o Simed-PB e o Instituto de Previdência do Município (IPM-JP), que foi finalizada em 18 de novembro de 2015. A nossa reivindicação NÃO é por aumento salarial, e sim por melhores condições de trabalho e por uma aposentadoria digna.

Pedimos a compreensão da população e garantimos os atendimentos de urgência e emergência, ficando suspenso apenas os atendimentos ambulatoriais e as cirurgias eletivas.

Segue abaixo o histórico da negociação com a prefeitura:

1-      Em abril de 2015 foi formada uma comissão para construir uma proposta.

2-      Entre abril e outubro de 2015 fizemos mais de seis reuniões, chegando inclusive a uma proposta que atendia a ambas as partes.

3-      Em novembro de 2015 durante uma assembleia da categoria, que contou com a participação de representantes da prefeitura, foi aprovada a proposta apresentada pela gestão.

4-      Em fevereiro de 2016 ficou definido que até o dia 07/03 do corrente ano a alteração da Lei seria enviada para a Câmara Municipal.

5-      Até o momento o acordo não foi cumprido. No dia 08/03 em assembleia a categoria, cansada de esperar, decidiu paralisar suas atividades.

Apelamos para a sensibilidade do prefeito, o Sr. Luciano Cartaxo, que receba o sindicato, para que possamos negociar uma saída que atenda a todos, principalmente a população.

João Pessoa/PB, 13 de março de 2016.

 

 

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
WhatsApp: (83) 99373-4023
E-mail: [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here