Marcelinho Paraíba lamenta jejum e assume responsabilidade de pênalti perdido

0

Três anos e dez meses. É esse o intervalo de tempo que separa o Treze da sua última vitória sobre o maior rival, o Campinense.

De lá pra cá aconteceram quatorze jogos, sendo 13 pelo Campeonato Paraibano e uma partida amistosa (Taça dos 150 de Campina Grande, em 2015) . Foram sete empates e sete vitórias para a Raposa.

No domingo (19) parecia que finalmente o Galo voltaria a vencer o Clássico dos Maiorais. E o tabu seria quebrado justamente numa edição histórica, a de número 400.

O Treze jogava melhor e teve nos pés do seu capitão a principal chance da partida. Quando o meia do Treze Jean Carlo sofreu pênalti, na metade do primeiro tempo, Marcelinho Paraíba não pensou duas vezes: pegou a bola e chamou a responsabilidade.

Em questão de segundos a explosão de alegria trocou de lado no Amigão, e passou dos alvinegros para os rubro-negros. A maior estrela do estadual, que chegou a ser anunciado pela Raposa, mas acabou acertando com o Galo, perdeu a penalidade.

– Estou a muitos anos no futebol. Eu sabia que era uma responsabilidade e eu assumo a responsabilidade. Infelizmente eu perdi o pênalti e não conseguimos a vitória. O torcedor sai chateado, porque faz muitos anos que não vence o rival. Mas jogamos muito bem, infelizmente não deu – declarou o camisa 10 do Galo.

Mesmo assumindo o erro, Marcelinho destaca que o goleiro Gledson do Campinense, também teve seus méritos na penalidade.

– Pênalti bem batido é aquele que você faz. Apesar dele ter ido muito bem, eu peguei mal na bola. Bati meia altura, coisa que facilita para o goleiro. Mas ele teve mérito, acertou o lado que bati. Treinei muito essa semana. Perder pênalti faz parte do futebol, grandes jogadores já perderam pênalti. Eu mesmo já perdi alguns, como também já fiz vários – explicou o camisa 10.

Agora o meia vai desfalcar o Galo na próxima partida, contra o Paraíba, domingo (26), no Presidente Vargas.

É que o atleta está com as malas prontas para Berlim, onde fará um jogo de despedida pela equipe do Hertha. Lá ele é considerado um dos maiores jogadores da história do time alemão. As informações são do Voz da Torcida.

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
WhatsApp: (83) 99373-4023
E-mail: [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here