Mapa do poder: PMDB termina eleições com mais governadores

    0

    O PMDB terminou as eleições de 2014 com o maior número de governadores eleitos em comparação com 2010. Em contrapartida, o PSDB e o PSB foram os maiores derrotados nas disputas dos Estados. Os tucanos, que elegeram oito governadores em 2010, conquistaram apenas cinco Estados; o PSB perdeu três governadores este ano. O PT conseguiu manter o número de governadores de 2010. Já o PDT e PSD surpreenderam e vão comandar dois Estados cada.

    Ao final das eleições deste ano, o PMDB terá sete Estados: Alagoas, Espírito Santo, Sergipe, Tocantins, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro e Rondônia. Destaque para as eleições de Luiz Fernando Pezão, no terceiro maior colégio eleitoral, e de José Ivo Sartori, no Rio Grande do Sul, que começou a disputa ao governo estadual atrás do atual governador, Tarso Genro (PT).

    Outro partido que cresceu no número de governadores eleitos foi o PDT. Em 2010, a legenda não havia conseguido eleger nenhum governador e agora comandará dois Estados: Mato Grosso, com o atual senador Pedro Taques, e Amapá, com Waldez Goes. Goes foi o único aliado da família Sarney a vencer alguma disputa em 2014, já que Edison Lobão Filho (PMDB) foi derrotado por Flávio Dino (PcdoB), na disputa pelo governo do Maranhão. Dino é o primeiro governador eleito da história do PCdoB.

    A legenda do ex-prefeito de São Paulo Gilberto Kassab, PSD, conseguiu eleger o governador de Santa Catarina, Raimundo Colombo, e Robson Faria, no Rio Grande do Norte. Faria desbancou o atual presidente do Senado, Henrique Eduardo Alves (PMDB). O Pros, criado no ano passado, elegeu seu primeiro governador: José Mello, no Amazonas. O PP também conseguiu eleger um governador, em Roraima.

    PSDB x PT

    O PT terminou as eleições de 2014 com cinco Estados: Bahia, Minas Gerais, Piauí, Ceará e Acre. O PT amargou derrotas no Rio Grande do Sul e no Distrito Federal (onde o atual governador, Agnelo Queiroz, ficou fora do segundo turno). Em contrapartida, surpreendeu no Ceará, com Camilo Santana, e na Bahia, com Rui Costa.

    Já o PSDB e PSB perderam espaço este ano em comparação com 2010. O PSB, apesar de ter obtido uma grande visibilidade esse ano na disputa presidencial, elegeu apenas três governadores: manteve o comando de Pernambuco, com Paulo Câmara; venceu no Distrito Federal, com Rodrigo Rollemberg, e na Paraíba, com Ricardo Coutinho. Em 2010, havia obtido o governo de seis Estados: Piauí, Amapá, Ceará, Paraíba, Pernambuco e Espírito Santo

    O PSDB tinha oito Estados em 2010 e agora comandará somente cinco: Paraná, Goiás, São Paulo, Mato Grosso do Sul e Pará. Em 2010, além de ter o controle de São Paulo, maior colégio eleitoral do Brasil, os tucanos também tinham Minas Gerais, segundo maior colégio eleitoral, Alagoas, Roraima e Tocantins.

    E o DEM, que tinha conquistado dois Estados em 2010, não conseguiu eleger governadores em 2014.

    IG

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]