Mais postos de combustíveis podem fechar na Paraíba, prevê empresário

    0

    O empresário do setor de combustíveis na Paraíba, Nelson Lira, em entrevista ao Paraíba Já na tarde desta quarta-feira (06), falou sobre a crise no abastecimento do produto que envolve o Estado afirmando que três postos estão oficialmente fechados. Ele ainda ressaltou que o problema enfrentado é de responsabilidade da Petrobrás que em vez de importar, exportou o produto, e assim gerando a falta no mercado.

    Conforme Nelson, outros postos podem ser fechados temporariamente por falta de combustíveis. “Sim, oficialmente em quinze dias foram fechados três postos, e os outros ainda não foram fechados de forma oficial, mas podemos considerar que na hipótese de não possuir o produto, outros possam baixar as portas também. Em determinados postos, quando passamos por eles, não está com a corrente mas estão com frentistas com braços cruzados porque não existe mercadoria. Há sete ou 10 dias que estão sem receber produto”, alegou.

    O empresário do setor falou um pouco como está enfrentando a dificuldade e destacou que se permanecer a situação de desabastecimento, diversos postos fecharão por possuir dívidas em que não poderão pagar.

    “Infelizmente estamos bancando o prejuízo, porque se não conseguimos adquirir para revenda, deixamos de ter a receita. Mas nossas despesas permanecem, porque são fixas, e precisam ser honradas independente de haver lucro ou não. Quem tem condições de arcar mantém a empresa, quem não, está fechando. Claro que se demorar a situação, por mais que tenha se preparado para a crise, a tendência é também fechar as portas”, explicou.

    “Primeiro, o problema principal do desabastecimento é por parte da Petrobrás, não a BR Distribuidora, mas a empresa que é responsável pelo refino, importação, exportação do produto. Informações não oficiais, dizem que a empresa exportava o produto, mas deixava de importar, acredito eu que para melhorar o balanço da empresa no ano passado. Mas devido a isso, o restante da cadeia sofre, porque não havendo o produto, por melhor que seja, a estrutura logística, que na verdade não existe excelência no transporte, porque também quem transporta é o monopólio da Transpetro, mas mesmo que houvesse essa eficiência, não existe produto. O navio que estaria chegando hoje, provavelmente na sexta ou sábado, e o produto que virá não é da Petrobrás”, concluiu Nelson.

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here