Obas da barragem de Camará estão mais de 60% conluídas

    0

    O secretário de Recursos Hídricos, Meio Ambiente, Ciência e Tecnologia do Estado da Paraíba, João Azevedo, revelou, nesta quarta-feira (13), que mais de 60% das obras de reconstrução da barragem Camará, no município de Alagoa Nova, já estão concluídos. Segundo ele, atualmente 138 operários atuam na concretagem dos blocos da ombreira esquerda (parte da encosta contra a qual a barragem é construída).

    João Azevedo destacou que o Governo do Estado já investiu até agora R$ 23,1 milhões dos R$ 37 milhões orçados para a realização da obra. “Incluindo o sistema adutor que será construído, os investimentos totalizam R$ 112 milhões”, disse o secretário. Ele observou que a barragem terá capacidade para acumular 26 milhões de metros cúbicos e, quando concluída, vai garantir água para cerca de 165 mil paraibanos.

    O secretário disse que, depois de concluída, a barragem vai beneficiar os municípios e localidades de Algodão de Jandaíra, Alagoa Nova, Areial, Campinote, Cepilho, Esperança, Chã de Marinho, Floriano, Jenipapo, Puxinanã, Lagoa Seca, Matinhas, São Tomé, Lagoa do Mato, Pocinhos, Remígio, São Miguel e São Sebastião de Lagoa de Roça.

    Saiba mais

    A barragem de Camará foi inaugurada em 2002, mas dois anos depois teve a base danificada. O acidente ocorreu na noite de 17 de junho de 2004. Após o rompimento, as águas inundaram parte dos municípios de Alagoa Grande, Mulungu, Alagoa Nova e Areia. A tragédia ocasionou a morte de cinco pessoas e deixou cerca de três mil desabrigados. Onze dias depois, a barragem sofreu outro desmoronamento.

    Durante julgamento realizado em julho do ano passado, o Tribunal Regional Federal da 5ª Região, sediado em Recife, responsabilizou o Governo da Paraíba pelo rompimento da barragem de Camará. À época da tragédia, o Estado era governador pelo atual senador Cássio Cunha Lima (PSDB).

     

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here