Lira considera importante união de Comissões em defesa do Rio São Francisco

    0

    O presidente da Comissão Externa do Senado que acompanha as obras de transposição de águas do Rio São Francisco, senador Raimundo Lira (PMDB-PB), considerou importante a iniciativa da Comissão de Meio Ambiente, Defesa do Consumidor e Fiscalização e Controle de avaliar o processo de revitalização do “Velho Chico”.

    Para Lira, a Comissão Temporária para Acompanhamento das Obras de Transposição e Revitalização da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco e a CMA podem trabalhar juntas, sendo que uma estará encarregada de acompanhar o andamento das obras, e a outra, o processo de revitalização do rio.

    Ele lembrou que o São Francisco é conhecido como “rio da integração nacional”, por cortar cinco estados. Por isso, o Senado tem alertado para o comprometimento dos afluentes, prejudicados pelo despejo de esgoto, assoreamento e destruição de mata ciliar.

    Segundo Lira, o acompanhamento da política de revitalização do São Francisco inclui, entre outras atividades, a realização de audiências públicas com órgãos gestores e visitas a projetos em localidades cortadas pelo rio.

    Proposta por Raimundo Lira e com prazo de funcionamento de um ano, a Comissão, criada para fazer o acompanhamento das obras de Transposição e Revitalização do São Francisco foi reinstalada na semana passada, no Senado, composta pro seis membros titulares e seis suplentes. Indicado pelo PMDB, Lira assumiu a presidência da Comissão, tendo como relator o Senador Humberto Costa (PT-PE).

    O objetivo da comissão é acompanhar todos os atos que fazem referência às obras do Rio São Francisco. Ela é uma continuação de outra comissão, encerrada ao final do ano passado, que, por dois anos, identificou os principais problemas nas obras e propôs soluções para acelerar o andamento do projeto. Implantada pela primeira vez no exercício parlamentar de 2014, ela tinha como presidente o ex-senador paraibano e hoje Ministro do Tribunal de Contas da União – TCU Vital do Rêgo Filho.

    Raimundo Lira explicou que a Paraíba, que já tem dois eixos de acesso ao São Francisco, pleiteia uma terceira entrada para atingir todos os municípios do estado, de modo a evitar que falte água em qualquer época do ano.

    “A transposição de águas do Rio são Francisco é o maior programa de segurança hídrica da Região Nordeste. A vida do nordestino nunca mais será a mesma depois que as águas captadas do Rio São Francisco estiverem escoando pelos canais construídos. Daí o justificado entusiasmo de todos os que lutam para que essa obra monumental seja concluída”, disse o senador Lira.

    Ele lembrou a importância da obra para o semiárido nordestino, pois, na sua opinião, vai levar água para consumo humano e animal e para ações que vão alavancar o desenvolvimento sócio econômico do Nordeste, beneficiando diretamente 390 municípios. Quando estiver pronta, confirma Raimundo Lira, a transposição vai beneficiar mais de 12 milhões de nordestinos, espalhados pelos estados da Paraíba, Rio Grande do Norte, Ceará e Pernambuco.

     

     

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here