Líder quer que gestão devolva recursos “desviados” em obras de João Pessoa

    0

    Em entrevista ao Paraíba Já na manhã desta terça-feira (26), Renato destacou a importância da escolha de seu nome como líder da bancada de oposição e ressaltou o trabalho dos líderes anteriores. Ele revelou como será conduzido os debates enquanto liderança oposicionista contra a gestão municipal.

    O anúncio de que o socialista seria o novo líder foi divulgado após uma reunião, realizada na manhã de ontem, entre os vereadores da bancada de oposição na Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP): Renato Martins (PSB), Zezinho Botafogo (PSB), Raoni Mendes (PTB), Lucas de Brito (DEM) e Eduardo Fuba (PT).

    O parlamentar agradeceu a escolha do seu nome para representar a oposição na CMJP, evidenciando a qualidade dos vereadores participantes do bloco e afirmando que prevaleceu o critério do ‘rodízio’.

    “É uma honra poder liderar um grupo tão bem qualificado, Lucas que foi um grande líder da oposição, Raoni que de forma exemplar deixou um legado de referência, Fuba que traz visão crítica e propositiva da política cultural da cidade, de maneira que nosso partido tem muito a agradecer a Zezinho, que numa visão partidária cedeu sua condição de líder para nosso mandato, de forma que demonstra um desprendimento, e um compromisso com um estatuto do partido”, comentou.

    Renato explicou como vai conduzir a oposição contra a gestão de Luciano Cartaxo (PSD), cobrando a órgãos de fiscalização as devidas medidas para devolver recursos já identificados de obras em execução pela gestão municipal.

    “Teremos dois focos, é realmente recuperar os recursos que Cartaxo desviou, os R$ 9,6 milhões da Lagoa que foram desviados. Vamos tentar trazer recurso da Zona Azul. Temos pelo menos R$ 1 milhão que a cidade perdeu por ano com essa desastrosa gestão. O momento agora não é mas só de denúncia, mas de ações junto a Justiça para que os recursos volte a serviço da cidadania. Vamos continuar combatendo a precarização das políticas públicas e para compensar o fato de ser minoria, estaremos sempre conectados com os órgãos de controle, como a CGU, TCE, TCU, PF, GAECO, MP, MPF, contando com o apoio da população”, afirmou.

    “A população precisa e deve pressionar seus vereadores para que eles possam de fato se constituírem num instrumento de melhorias de políticas públicas da cidade, assim fortalecendo a oposição”, finalizou.

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here