Líder de Cartaxo pede para que bancada de oposição “esqueça” a obra da Lagoa

0

O vereador Marco Antônio (PHS) líder da bancada governista na Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP) falou sobre a entrevista do chefe da Controladoria Geral da União (CGU) na Paraíba, Gabriel Aragão Wright, ao Paraíba Já, que contesta o ofício da Caixa Econômica Federal sobre a regularidade das obras da Lagoa e reafirma o relatório da CGU, que apontou diversas irregularidades e desvios que chegam a R$ 10 milhões.

“É importante a gente notar que não estava sendo avaliada apenas a obra da Lagoa, eram várias obras, várias ações da gestão que estavam sendo avaliadas pela Controladoria”, desconversou.

“E é importante também anotar que o próprio chefe da Controladoria falou que foi dado um prazo e que os auditores receberam algumas informações, outras não, que os auditores também são passíveis de erro, mas que ele, lógico, confia no trabalho dos seus aditores. Quem é que vai dizer que não confia no trabalho da sua equipe?”, ponderou o vereador sobre a fala do chefe da CGU-PB.

Marco Antônio, entretanto, reiterou que a Prefeitura de João Pessoa repeita o posicionamento da CGU.  “Existe todo um respeito, a prefeitura tem todo o interesse (em esclarecer as dúvidas em relação a obra da Lagoa). Inclusive, a prefeitura não vai perder jamais o título de uma das cidades mais transparentes do Brasil”, defendeu.

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
WhatsApp: (83) 99373-4023
E-mail: [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here