Levantamento mostra que dois senadores da PB estão indecisos em relação ao impechament

0

Levantamento feito pelo jornal “O Estado de S. Paulo” mostra que a maioria dos parlamentares do Senado Federal é a favor da abertura do processo de impeachment contra Dilma Rousseff, por crime de responsabilidade. Para que o processo seja admitido e aberto na Casa, o que levaria ao afastamento da presidente, é necessária maioria simples – 41 votos.

De acordo com a pesquisa, 42 senadores se declaram favoráveis à abertura de processo contra a presidente, enquanto somente 17, contrários. Ao mesmo tempo, 10 se dizem indecisos, 8 não quiseram responder e 4 não foram encontrados pela reportagem.

Entre os senadores que se declararam indecisos há surpresas como Walter Pinheiro (BA), recém-saído do PT, além de três peemedebistas que afirmam não ter posição formada: o ex-ministro Edison Lobão (MA), que é investigado na Lava Jato, e os paraibanos José Maranhão e Raimundo Lira. Pertencentes a outras legendas pró-impeachment, Cristovam Buarque (PPS-DF) e João Capiberibe (PSB-AP) também se declaram indecisos.

Fernando Collor (PTC-AL) e Jader Barbalho (PMDB-PA) não quiseram responder ao levantamento. O peemedebista, que na semana passada chegou a dizer ser contrário ao afastamento de Dilma, é pai do ministro Helder Barbalho, que permanece no comando da pasta de Portos.

Delator na Lava Jato e acusado de corrupção, o ex-petista Delcídio Amaral (MS) garantiu que votará pelo impeachment, assim como outra ex-petista, a pré-candidata à Prefeitura paulistana Marta Suplicy (SP).

Dois peemedebistas anunciaram voto a favor de Dilma e contrário à possibilidade de Temer chegar à Presidência: Roberto Requião (PR) e João Alberto (MA). As informações são da Agência Brasil.

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
WhatsApp: (83) 99373-4023
E-mail: [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here