Lava Jato: Youssef diz que Aguinaldo Ribeiro recebia ‘cota’ de até 150 mil mensais

    1

    Denunciado pela Procuradoria Geral da República como um dos 47 políticos que foram beneficiados pelo esquema de corrupção na Petrobras revelado pela Operação Lava Jato, o deputado federal paraibano Aguinaldo Mota receberia entre R$ 30 mil e R$ 150 mil mensais referentes a “cota” repassada ao seu partido, o PP.

    Conforme o G1, a revelação foi feita pelo doleiro Alberto Youssef em depoimento ao Ministério Público Federal. Segundo ele, Aguinaldo Ribeiro se beneficiou do pagamento mensal de propina ao PP.

    O paraibano assumiu o lugar de Mário Negromonte no Ministério das Cidades e, de acordo com o doleiro, Ribeiro recebia repasses mensais entre R$ 30 mil e R$ 150 mil da “cota” do PP no esquema de corrupção que atuava dentro da Petrobras.

    Aguinaldo, contudo, disse estar “tranquilo” e afirmou que o processo que inclui o seu nome foi mandado arquivar, assim como os que citavam os senadores Aécio Neves (PSDB-MG), Ciro Nogueira (PP-PI) e Romero Jucá (PMDB-RR). “Não tenho nada a temer”, enfatizou o deputado, através de sua assessoria.

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here