“É lamentável que se queira criar crise institucional com isso”, diz Lau sobre Funjope

    0

    O secretário de Estado da Cultura, Lau Siqueira, afirmou que o órgão que dirige não teve e não tem nenhum tipo de influência com as manifestações do movimento SOS Cultura JP e que desconhece participação de funcionários da Secult.”Eu não identifiquei ninguém que seja ligado à Secult que estivesse participando”, disse.

    Ele comentou a crítica feita pelo diretor executivo da Funjope, Maurício Burity, sobre membros do Conselho de Cultura estarem participando das manifestações. “É a sociedade civil que está no Conselho. É lamentável que se queira criar uma crise institucional com isso. As pessoas fora de seu expediente de trabalho têm o direito de expressar sua opinião, inclusive contra a Funesc e a Secult. Na verdade, eu não sei o que o Maurício quis dizer com isso e até que ponto ele acha que tem envolvimento da Secult ou da Funesc. Eu acho que um bom diálogo resolveria”, disse.

    “Não existe qualquer orientação neste sentido, apesar da Funesc e a Secult serem instituições onde trabalham muito artistas. Nosso foco é o enfrentamento da crise econômica, onde a cultura é muito penalizada, a análise dos processos do FIC e as articulações regionais, o funcionamento do Conselho e a implantação do Plano Estadual de Cultura. Respeito a Funjope, até porque já trabalhei lá. No entanto, o movimento cultural tem autonomia para encaminhar suas demandas e descontentamentos tanto para a Funjope, para a Secult, para a Funesc e demais instituições. Afinal, estamos numa democracia”, finalizou.

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here