“João Pessoa precisa saber o que houve na obra da Lagoa”, dispara João Azevêdo

0

O secretário de Infraestrutura, Recursos Hídricos, Ciência e Tecnologia e do Meio Ambiente, João Azevêdo, pré-candidato a prefeito de João Pessoa pelo PSB, voltou a falar sobre as denúncias de desvio de recursos na obra de revitalização do Parque Solon de Lucena – Lagoa, que passaram a ser investigadas pelo Ministério Público Federal (MPF).

Leia também:

Juiz estipula prazo para Durval se posicionar sobre a instalação da CPI da Lagoa 

Procurador Federal confirma sobrepreço na obra da Lagoa e admite acionar a PF; ouça

OAB-PB confirma criação de comissão para investigar obra da Lagoa

O socialista não quis se estender sobre o posicionamento da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP), que ainda não se pronunciou sobre a abertura comissão protocolada pela bancada de oposição, mas destacou que alguém precisa investigar, por se tratarem de denúncias seríssimas. “João Pessoa precisa saber o que aconteceu na obra da Lagoa”.

Nesta terça-feira (5), em entrevista a uma rádio local, o procurador da República, Yordan Delgado, responsável pela investigação no MPF, admitiu acionar a Polícia Federal para investigar o suposto crime praticado contra o erário público.

“Após umas diligências iniciais, é possível que depois haja a requisição de inquérito policial para que a polícia investigue a parte criminal e aqui a gente (MPF) investigue a parte de eventual improbidade”, revelou o procurador.

Também nesta terça-feira, o juiz Marcos Sales, da 1ª Vara da Fazenda Pública da Capital, determinou que o presidente da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP), vereador Durval Ferreira, se manifeste sobre o pedido dos vereadores para a instalação da CPI.

A CPI da Lagoa pretende investigar desvio de recursos na ordem de R$ 10 milhões apontados no relatório da Controladoria Geral da União (CGU). O pedido de instalação da comissão foi protocolado no mês passado na CMJP por 10 parlamentares.

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
WhatsApp: (83) 99373-4023
E-mail: [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here