João Azevêdo condena manobra da bancada de Cartaxo para barrar CPI da Lagoa

0

O pré-candidato do PSB a prefeito de João Pessoa e secretário estadual de Infraestrutura, Recursos Hídricos, Meio Ambiente, Ciência e Tecnologia, João Azevêdo, defendeu, nesta terça-feira (10), a apuração dos supostos desvios de recursos das obras de revitalização da Lagoa, conforme apontou relatório da Controladoria Geral da União (CGU).

Em entrevista concedida à Rádio Tabajara, João Azevêdo aproveitou para condenar a tentativa da bancada do prefeito Luciano Cartaxo (PSD) na Câmara Municipal de “abafar” a investigação dos indícios de superfaturamento nas obras da Lagoa. “Logo que a CPI da Lagoa foi protocolada, os vereadores se reuniram, criando fatos, para também protocolar outras pedidos de investigação, meramente com o objetivo de mudar o foco do indício de desvio de milhões na execução da obra da Lagoa”, observou.

O socialista ainda elogiou a iniciativa dos vereadores de oposição para conseguir as assinaturas necessárias à instalação da CPI da Lagoa. “Acho que os vereadores da oposição fizeram o seu papel quando levantaram a possibilidade de fazer a apuração de um fato denunciado pela Controladoria Geral da União. Mas aí a situação trouxe outras CPIs, do nada, para o debate, e a gente sabe que é muito mais uma tentativa de abafar o objetivo da primeira CPI, que foi lançada e apresentada pelos vereadores de oposição”, ressaltou João Azevêdo.

“É triste para a cidade não poder apurar um fato que foi constatado por um órgão Federal. Eu confesso que é triste para cidade não poder apurar um fato que foi apontado em relatório da CGU”, acrescentou o pré-candidato do PSB.

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
WhatsApp: (83) 99373-4023
E-mail: [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here