Pré-candidato do PSB ao Governo do Estado, o secretário de Infraestrutura e Recursos Hídricos, João Azevêdo, disse nesta segunda-feira (13), em entrevista à Rádio Band News, que não está preocupado quem será seu adversário durante o processo eleitoral do próximo ano. Ele ainda aproveitou para ‘alfinetar’ o senador Cássio Cunha Lima (PSDB) e o prefeito da Capital, Luciano Cartaxo (PSD), e destacou que entrará na disputa representando um projeto de gestão que é aprovado por mais de 75% da população paraibana.

“Eu não tenho a mínima preocupação, lhe digo isso com toda franqueza, não tenho a mínima preocupação quem será o candidato da oposição. Até porque, a discussão será muito mais pautada naquilo que foi capaz o Estado e essa gestão de produzir nesses últimos 6 anos, no que alguns casos de pessoas que passaram pela gestão e que não fizeram o que era para ter sido feito o seu dever de casa. E tão pouco alguém que está hoje à frente de alguma prefeitura como essa”, observou.

João Azevêdo ressaltou que seu nome foi escolhido para a disputa porque representa um projeto que tem mudado para melhor a vida da população desde 2005, com a chegada de Ricardo Coutinho (PSB) à Prefeitura de João Pessoa. “O trabalho dessa gestão é reconhecido em todo Estado. Eu não sou candidato de mim mesmo; eu um dia não acordei de manhã em casa e disse assim: ‘eu vou ser candidato a governador’. O meu nome foi posto por um grupo, por várias pessoas que entendem que esse trabalho, esse projeto e essa forma de administrar a Paraíba desde 2005, lá à frente da Prefeitura de João Pessoa até hoje, fez modificações importantes nessa forma de fazer gestão, e é isso que vai ser colocado em 2018”, enfatizou.

Para João Azevêdo, no momento oportuno a população saberá diferenciar qual o melhor projeto para Paraíba. “Na época devida as coisas ficarão devidamente esclarecidas e as pessoas, claro, algumas terão que explicar, dependendo de quem for o candidato (da oposição), terão que explicar porque quando passaram pelo governo não fizeram, e outras terão que se explicar porque estando à frente de prefeituras grandes do estado da Paraíba não fazem. Esse será o mote e como é que alguém que não faz na frente do seu município vai ter efetivamente condições de dizer à população da Paraíba que fará por toda a Paraíba. Então, essa discussão em volto a dizer, não tenho muita preocupação em quem virá para a disputa”, frisou.

João finalizou a entrevista destacando o alto índice de aprovação da gestão socialista na Paraíba. “Não é à toa que esse governo tem uma aprovação de mais de 75% por parte da população do estado da Paraíba, porque o povo hoje tem a real noção do que é o poder público. Se o poder público não presta o serviço, não chega até a população com alterações na qualidade de vida da população, não promove inclusão da população, seja nos níveis de decisão, seja inclusão dentro dos programas que o Estado promove, esse governo não está dizendo a que veio, não é o caso nosso. Nós estamos fazendo uma alteração considerável nessa Paraíba; a Paraíba sabe muito bem que 2017 a Paraíba não é a Paraíba de 2010; muita coisa evoluiu”.

Comente

Camara Municipal

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here