Internacional, Joinville e Operário conquistam estaduais no Sul

    0

    Os campeonatos estaduais na região Sul tiveram de tudo: de pentacampeão até vencedor inédito. No Rio Grande do Sul, o Internacional venceu o Grêmio por 2 x 1, na Arena Beira Rio, e faturou o quinto título consecutivo do estadual, enquanto no Paraná, o Operário de Ponta Grossa bateu o Coritiba por 3 a 0 e faturou seu primeiro título paranaense. Em Santa Catarina, o Joinville empatou com o Figueirense por 0 a 0, garantiu o título dentro de campo, mas ainda espera uma decisão judicial para comemorar a conquista.

     

    Inter pentacampeão

    Em uma partida dramática no Beira-Rio, o Internacional venceu o Grêmio por 2 a 1 e conquistou o pentacampeonato gaúcho. A vitória foi construída no primeiro tempo, quando o Colorado abriu dois gols de vantagem, com Nilmar e Valdívia. O Tricolor chegou a descontar antes do intervalo, com Giuliano, mas não chegou ao empate que poderia lhe dar o título pelo saldo qualificado.

    O Inter começou o jogo com tudo. Pressionando muito e aproveitando os erros gremistas, abriu 2 a 0 em menos de 20 minutos, dando a impressão de que golearia o rival. O Grêmio, porém, se organizou na partida e conseguiu descontar no último lance antes do intervalo. Na segunda etapa, o Tricolor tomou a iniciativa, mas não conseguiu levar perigo. O Inter soube segurar a tentativa de do rival com segurança, e chegou ao seu 44º título estadual.

    O Colorado agora volta suas atenções para a Libertadores. Quarta-feira, a equipe de Diego Aguirre enfrenta o Atlético-MG, no Independência, no jogo de ida das oitavas de final. Já o Tricolor inaugura o horário matinal do Campeonato Brasileiro no próximo domingo, às 11h, contra a Ponte Preta, na Arena.

     

    Campeão inédito no Paraná

    Pela primeira vez em seus 103 anos de história o Operário, de Ponta Grossa, conquistou o título do Campeonato Paranaense. O Fantasma aterrorizou o Coritiba em pleno Estádio Couto Pereira e venceu por 3 a 0, mostrando um time bem organizado e com os nervos no lugar. No primeiro confronto, no Estádio Germano Krüger, o time alvinegro já havia vencido por 2 a 0.

    Na primeira etapa, um começo com muita correria, mas logo o Alviverde se mostrou nervoso, caindo na catimba adversária e sem força para criar chances reais para marcar. Após o intervalo, o Coxa foi para o ataque, mas deixou espaço e Lucas, aos 11 minutos, aproveitou para fazer a jogada e cruzar para Juba abrir o placar. Ruy, aos 30 minutos, fez o segundo diante de um torcedor incrédulo. Juba, aos 33 minutos garantiu a conquista de forma incontestável.

    O Coritiba agora foca seus esforços na Copa do Brasil, competição pela qual encara o Fortaleza, na quarta-feira, e o Campeonato Brasileiro, com estreia marcada para o próximo final de semana, diante do Chapecoense. Já o Operário, com a grande campanha no Estadual, garantiu calendário com a disputa da Série D do Brasileirão.

     

    Santa Catarina na justiça
    O Joinville ignorou a polêmica nos bastidores do Campeonato Catarinense e levantou o título de campeão estadual pela 13ª vez em sua história neste domingo. Longe das glórias em Santa Catarina desde o ano de 2001, a equipe tricolor empatou em 0 a 0 diante do Figueirense na Arena Joinville. Como na partida de ida da decisão os clubes ficaram igualados em 0 a 0, o clube mandante garantiu a taça por ter tido melhor campanha no Hexagonal Final.

    Só que o título de campeão estadual pode não ir para o clube. Na próxima terça-feira, o Joinville será julgado pela escalação irregular do jogador André Diego Krobel, então com 19 anos. Pela idade, André ainda não tinha contrato profissional firmado com o clube, só completando 20 anos três semanas depois do jogo contra o Metropolitano, no Hexagonal Final. Mas o regulamento do Estadual prevê como irregular a participação de atletas não-profissionais que completem 20 anos de idade na temporada corrente, complicando a situação do Joinville na competição.

    Se for considerado culpado, o clube pode perder até quatro pontos e ter a vantagem do mando invertida no confronto final. Como André não chegou a entrar em campo, o JEC poderia receber apenas uma multa pela irregularidade.

    Da Gazeta Esportiva

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here