Inglês aposta que pênis desenhado pode render um buraco de rua arrumado

    0

    Inglês aposta que pênis desenhado pode render um buraco de rua arrumado

    Um inglês conhecido apenas pela alcunha Wansky tem causado rebuliço na região de Manchester. Indignado com os buracos de rua, ele resolveu protestar, só que de um jeito diferente: Wansky resolveu “agregar” desenhos de pênis aos buracos para forçar que a cidade conserte os estragos.

    Tudo começou em abril do ano passado, quando ele criou um perfil no Facebook para postar suas obras. Logo angariou apoio de diversas pessoas na internet, de Manchester e outros lugares do mundo, que se identificaram com o problema urbano tão recorrente e aprovaram a forma de protesto.

    Depois, em entrevista ao “Independent”, Wansky disse estar desconfiado de que o conselho municipal estava deliberadamente deixando de arrumar os buracos por causa dos desenhos, e interrompeu seus trabalhos. Mas agora ele retomou a atividade de desenhar pênis e outras variantes ditas obscenas para cobrar do poder público o conserto.

    Reprodução/Facebook Wansky – Road Artist
    Inglês aposta que pênis desenhado pode render um buraco de rua arrumado
    A foto mostra que a intervenção resolveu o problema desse buraco, ou parte dele

    Os políticos não gostaram. Rishi Shori, membro do conselho de Bury, na Grande Manchester, disse que “rabiscar obscenidades na rua, muitas vezes perto de escolas”, não é a melhor maneira de protestar. “Custa mais dinheiro aos cidadãos que pagam seus impostos, pois temos que limpar o grafite, e não significa necessariamente que arrumaremos o buraco imediatamente”, disse Shori ao “Manchester Evening News”.

    Wansky não concorda. Em um manifesto em seu site, ele diz que o instrumento usado para desenhar não é permanente. “É um marcador com base em giz, do mesmo tipo que o conselho usa para fazer reparos.”

    “Buracos de rua são perigosos. Não apenas danificam os veículos ou causam acidentes, mas também machucam ciclistas e são um perigo para pedestres. Eu destaco os buracos perigosos transformando-os em arte temporária, tornando-os mais visíveis e induzindo o conselho a consertá-los.”

    Ele também rejeita a acusação de que sua arte é ofensiva. “Eu sou um artista qualificado, e o corpo nu e sua anatomia são lugares comuns na arte. Os desenhos em si são cartoons, não fotos. A arte deve provocar uma reação, e essas peças fazem isso, geralmente de forma positiva”, escreve Wansky, que encerra com a frase “se não houvesse buracos de rua, eu não desenharia”. As informações são do Uol.

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here