Imagens: Alvo de investigações da PF, obra da Lagoa volta a apresentar problemas

0

Alvo de investigação por parte do Ministério Público Federal (MPF) e da Polícia Federal (PF), a reforma feita na Lagoa segue rendendo “dor de cabeça” à Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP). Nesta terça-feira (25), frequentadores do parque enviaram à Redação do Paraíba Já imagens mostrando mais problemas na obra inaugurada pelo prefeito Luciano Cartaxo (PSD) no ano passado, às vésperas das eleições municipais.

As imagens mostram um trecho da ciclovia completamente deteriorada. “Isso é um absurdo! Essa obra não tem nem 1 ano que foi inaugurada. A impressão que passa é essa obra foi entregue de afogadilho”, questionou o estudante Wellington Lima, autor das fotos enviadas ao Paraíba Já.

Essa não é a primeira vez que a ciclovia da Lagoa vira alvo de protestos. Em junho do ano passado, poucos dias após de inaugurada, a ciclovia teve a pintura descascada. À época, a PMJP responsabilizou a construtora responsável pela obra.

Investigações

Orçada em mais de R$ 40 milhões, a obra da Lagoa é alvo de muitas polêmicas. A Polícia Federal tem três inquéritos abertos para investigar possíveis irregularidades na execução dos serviços.

De acordo com o Ministério Público Federa, as investigações são por conta da construção do túnel, desassoreamento do local e construção do muro de contenção da Lagoa. O delegado da Polícia Federal, José Juvêncio de Almeida Neto, está à frente das investigações.

As suspeitas sobre irregularidades na obra da existem desde que a Prefeitura de João Pessoa anunciou que retirou de dentro da Lagoa mais de 200 mil toneladas de lixo. A Controladoria Geral da União (CGU) chegou a apontar um superfaturamento de R$ 10 milhões na obra.

Imagens: Alvo de investigações da PF, obra da Lagoa volta a apresentar problemas

Imagens: Alvo de investigações da PF, obra da Lagoa volta a apresentar problemas

 

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
WhatsApp: (83) 99373-4023
E-mail: [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here