Ideme aponta queda nos preços do arroz e do feijão em João Pessoa

0

O preço da cesta básica da cidade de João Pessoa subiu, em média, 1,07% no mês de abril, ficando o acumulado no ano em 13,55% e nos últimos doze meses em 20,48%. Os dados são do Instituto de Desenvolvimento Municipal e Estadual (Ideme), que destacou a queda nos preços médios de dois alimentos que compõem a base da dieta do brasileiro: o arroz (3,39%) e o feijão (1,58%), apesar do índice positivo da cesta. “Com a chegada das chuvas, a tendência dos preços é diminuir a partir de agora”, justificou o superintendente do Ideme, Otávio Mendonça, lembrando que com o aumento da oferta dos produtos no mercado os preços tendem a cair.

Outras quedas – A pesquisa do Ideme nas principais feiras livres e supermercados da Capital, no mês de abril/16, registrou também quedas de preços no item raízes: inhame, batata-doce e macaxeira (2,01%). Já os aumentos de preços médios foram nos itens: açúcar (5,62%), frutas: banana e laranja (2,59%), pão francês (2,53%), carnes (1,88%), legumes: abóbora, beterraba, batata-inglesa, cenoura e tomate (1,26%), leite pasteurizado (1,00%), margarina (0,45%) e óleo de soja (0,24%). A farinha de mandioca e o café moído não registraram aumentos.

De acordo com o estudo, o custo total da cesta básica em abril/16 foi de R$ 358,82. Com isso, um trabalhador que nesse período ganhou um salário mínimo de R$ 880,00 precisou trabalhar o equivalente há 89 horas e 42 minutos para adquirir sua alimentação individual. Uma família composta por quatro pessoas teria que dispor de R$ 1.435 para adquirir a alimentação básica.

A ração essencial mínima (cesta básica) aferida pelo Ideme é definida pelo Decreto-Lei nº. 399, de 30.04.1938, que estabelece 13 produtos alimentares básicos (arroz, feijão, carnes, farinha de mandioca, café, pão, leite, açúcar, margarina, óleo de soja, legumes, frutas e raízes) e suas respectivas quantidades. No mês de abril/16 a cesta básica de João Pessoa passou a representar aproximadamente 40,78% do salário mínimo. Para conferir o estudo na íntegra acesse: www.ideme.pb.gov.br

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
WhatsApp: (83) 99373-4023
E-mail: [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here