Saúde: Hospital do Valentina passa a ser referência para o atendimento infantil

    0

    O atendimento no Hospital Municipal do Valentina (HMV), a partir de agora, é destinado exclusivamente a crianças e adolescentes. O novo perfil foi pactuado pela Prefeitura de João Pessoa junto à Secretaria de Saúde do Estado (SES) e ao Ministério da Saúde (MS). Os pacientes de outras faixas etárias estão sendo direcionados para outras unidades hospitalares.

    De acordo com a diretora do Hospital do Valentina, Carmem Gadelha, há cerca de um mês a instituição vem diminuindo o número de atendimentos clínicos para adultos e desde a última segunda-feira (18) a unidade hospitalar está sendo vocacionada apenas para atendimentos pediátricos.

    “Não houve interrupção abrupta no atendimento de adultos. Os usuários que chegam aqui na instituição são acolhidos e encaminhados para os serviços de referência”, disse Carmem Gadelha, ressaltando que a unidade está sendo reestruturada para atender crianças e adolescentes, desde os casos mais simples aos de maior gravidade.

    Todos os médicos clínicos para adultos do HVM irão compor a equipe da UPA Célio Pires de Sá, localizada próxima ao Hospital, no mesmo bairro. Por enquanto, esses profissionais estão atendendo no Cais Cristo e Ortotrauma de Mangabeira, Cais Mangabeira e UPA Oceania e Hospital Santa Isabel, com o objetivo de dar suporte aos atendimentos de adultos e crianças que busquem a Rede Municipal de Saúde.

    UTI Pediátrica

    A rede municipal de saúde de João Pessoa contará com uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) pediátrica no Hospital Municipal Valentina. As obras no local estão em fase de finalização e o serviço deverá ser inaugurado em breve, possibilitando atendimento especializado para as crianças que necessitem da assistência intensiva.

    Com um investimento total de R$ 812 mil, a UTI infantil do hospital será composta por 10 leitos com aparelhos de última geração e oferecerá atendimento humanizado.

    A UTI infantil terá uma equipe multiprofissional, formada por médicos intensivistas pediátricos, enfermeiros, técnicos em enfermagem, fisioterapeutas, assistentes sociais, psicólogos, farmacêuticos, bioquímicos, odontólogo, nutricionista, fonoaudiólogo e condutor de ambulância. Todos eles passarão por um treinamento especializado para a utilização dos equipamentos e a simulação das situações de atendimento.

    Serão atendidas crianças a partir de 28 dias de vida até 15 anos e 11 meses de idade. Os recém-nascidos continuam sendo atendidos no Instituto Cândida Vargas (ICV), também da rede municipal de saúde.

    UPA Célio Pires de Sá

    A Unidade de Pronto Atendimento Célio Pires de Sá, situada no bairro Valentina Figueiredo, deverá realizar aproximadamente 400 atendimentos ao dia e contará com o trabalho de 309 servidores, dentre eles médicos (clínicos gerais, ortopedistas e pediatras), enfermeiros, assistentes sociais e etc.

    A unidade funcionará 24 horas por dia, durante toda a semana, e contará com 14 leitos, sendo nove para observação, três para emergência e dois para isolamento, seis consultórios, sala de medicação, serviço de raio-X, laboratório de coletas, sala de gesso, farmácia e uma base para o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), além de outras instalações.

    A perspectiva é que a unidade atenda uma população estimada em mais de 200 mil habitantes, recebendo toda a demanda em urgência e emergência da região Sul da cidade, reduzindo a sobrecarga de atendimentos no Hospital do Valentina e no Ortotrauma de Mangabeira.

    As obras já estão em fase de finalização e contam com investimentos de quase R$ 4 milhões, em uma parceria da Prefeitura Municipal de João Pessoa com o Governo Federal.

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]