Hospital Municipal do Valentina realiza cerca de 6 mil atendimentos por mês em João Pessoa

    0

    O Hospital Municipal do Valentina (HMV) vem realizando uma média de 6 mil atendimentos por mês desde que se tornou referência no atendimento clínico de pediatria da Rede Municipal de Saúde. A unidade compõe a rede de urgência e emergência na linha de cuidado e assistência à criança e vem contabilizando 220 internações mensais.

    O HMV possui um total de 85 leitos, sendo 54 para pediatria clínica, 3 destinados aos pacientes do bloco cirúrgico, 6 pós-cirúrgicos, 10 de UTI, 2 de isolamento e 10 para observação.

    A diretora geral do hospital, Carmem Gadelha, destaca que a qualidade do atendimento prestado e dos equipamentos tem superado atualmente, em muitos casos, a do serviço privado. “Em João Pessoa existem hospitais privados que não dispõe de UTI pediátrica e nós temos. Também dispormos de equipamentos de ponta que apenas instituições de alto nível têm, a exemplo do ar-condicionado de renovação laminar, que purifica o ambiente cirúrgico evitando infecção hospitalar, melhorando a qualidade de vida do paciente”, revelou.

    A dona de casa Premícia Barbosa Rodrigues procurou o serviço municipal para a filha. A criança está internada a 20 dias na unidade, após o diagnóstico de uma pneumonia. Devido o atendimento que a filha vem recebendo nesse período, a mãe fez questão de elogiar a assistência recebida. “Minha filha sempre é muito bem assistida por todos aqui, dos médicos aos enfermeiros. Todos são muito atenciosos, sem falar na estrutura, é tudo limpo e organizado”, afirmou.

    O Hospital do Valentina mantém uma equipe formada por 8 médicos, 16 enfermeiros e 48 técnicos de enfermagem, além dos demais profissionais de saúde como nutricionistas, psicólogos, farmacêuticos, assistente sociais, fisioterapeutas e radiologista.

    Ao todo são disponibilizadas 10 enfermarias com 6 leitos cada uma. Elas também são divididas por faixa etária, de 0 a 1 ano de idade, de 1 à 3 anos, de 3 à 5 anos e de 5 anos acima.

    A usuária que está com a filha internada também elogiou o fato do hospital ser exclusivamente pediátrico. “Antes, a gente ficava muito tempo pra marcar uma consulta ou então quando precisa de um médico de urgência era uma agonia. Não sabia pra onde ir, porque os outros hospitais sempre estavam cheios. Mas agora eu sempre trago minha filha para cá e somos bem atendidas”, declarou Premícia Barbosa.

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here