Greve continua e professores vão à Justiça para garantir legalidade

    0

    Os servidores da Educação em João Pessoa decidiram manter a greve por tempo indeterminado, mesmo após divulgação da Prefeitura sobre providências que serão tomadas contra aqueles que manterem o movimento grevista, dentre eles suspender contratos de prestação de serviços, cortar pontos de frequência de faltosos e reavaliar situação de professores recém nomeados e que ainda estão em estágio probatório.

    O objetivo da manutenção da greve é forçar o prefeito Luciano Cartaxo (PT) a apresentar uma nova proposta de negociação à categoria.

    Na próxima segunda-feira (05) o Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Município de João Pessoa irá apresentar sua defesa na justiça e aguarda que a desembargadora considere o movimento legal, já que os professores estão reivindicando, não apenas melhorias salariais, mas também melhores condições de trabalho.

    O presidente do Sindicato, Daniel Dantas, espera ainda que a justiça não permita o corte de ponto dos servidores ameaçado pela prefeitura. “A nossa categoria está unida, nós decidimos em assembleia que iríamos continuar em greve e é só em assembleia é que iremos decidir se retornamos ao trabalho”, avisou.

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here