Governo realiza censo das comunidades quilombolas do estado

    0

    As entidades públicas e privadas contam com novo instrumento que pode ajudar na implementação e consolidação de políticas públicas voltadas para as comunidades afrodescendentes na Paraíba. O Estudo Censitário da População Quilombola 2012 é uma pesquisa inédita de forma detalhada desse público e o mais recente censo divulgado. O levantamento foi organizado pelo Governo do Estado, por meio do Projeto Cooperar, e apresenta o perfil das 38 comunidades existentes na Paraíba.

    Segundo o censo, mais de 70% das pessoas que residem nas comunidades quilombolas ainda buscam na agricultura de subsistência e pecuária de pequeno porte as principais atividades para gerar emprego e renda. O estudo censitário foi executado pela Associação de Apoio aos Assentamentos e Comunidades Afrodescendentes. Outra informação divulgada na pesquisa é a prevalência da população jovem nessas comunidades com média de 27,8 anos que mostra a necessidade de investimentos para esse público.

    Para o gestor do Projeto Cooperar, Roberto Vital, o estudo é uma coleta de dados sistemática e aprofundada onde foram usados os parâmetros censitários do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e com um afunilamento de algumas categorias especificas mais pertinentes a esta realidade.

    “Os objetivos que nos propusemos alcançar por meio do censo foram atingidos. A realidade das comunidades aparece detalhada em todos seus aspectos, problemas, demandas e desafios das 1.905 famílias entrevistadas”, lembrou Roberto Vital. Na pesquisa, foram feitas análises em 190 amostras de água, contratados 50 recenseadores das próprias comunidades, realizados 150 acompanhamentos de supervisão em campo com equipes de supervisores, entre outros.

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here